CELEBRAR EM FAMÍLIA 15º DOMINGO DO TEMPO COMUM 12 DE JULHO DE 2020

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Acolhendo as orientações das autoridades sanitárias, nossos bispos, nas mais diversas situações e realidades, vão, a partir de um cuidadoso discernimento, orientando suas dioceses, paróquias e comunidades sobre como e quando vão sendo retomadas as celebrações comunitárias presenciais. Contudo, pessoas impossibilitadas por motivo de saúde ou idade, ou porque pertencem ao denominado ‘grupo de risco’ devem ainda abster-se de participar das celebrações comunitárias dominicais.

Assim, continuamos a oferecer esta sugestão de Celebração da Palavra
de Deus para ser celebrada em sua casa, com seus familiares. São muitos
os horários de transmissão de missas em nossos canais católicos que
podemos acompanhar, mas vivendo a dignidade de povo sacerdotal que
nosso batismo nos conferiu, podemos não só acompanhar, mas
CELEBRAR com nossas famílias o Dia do Senhor.
Escolha em sua casa um local adequado para celebrar e rezar juntos.
Prepare sua Bíblia com o texto a ser proclamado, um vaso com flores, um
crucifixo, uma imagem ou ícone de Nossa Senhora e uma vela a ser acesa
no momento da celebração.
Escolha quem irá fazer o “Dirigente” (D) da celebração: pode ser o pai ou
a mãe e quem fará as leituras (L). Na letra (T) todos rezam ou cantam
juntos.

CELEBRAÇÃO
O SENHOR NOS REÚNE
Canto:
1
Venham trabalhar na minha
vinha. Dilatar meu reino entre as
nações. Convidar meu povo ao
banquete, quero habitar nos
corações.
Unidos pela força da oração.
Ungidos pelo espírito da
missão. Vamos juntos
construir uma igreja em ação.
Venham trabalhar na minha
vinha. Espalhar na terra o meu
amor. Muitos não conhecem a
Boa Nova. Vivem como ovelhas
sem pastor!
D.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
T.: Amém.
D.: A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão
do Espírito Santo estejam convosco.
T.: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.
D.: No dia em que celebramos a vitória de Cristo sobre o pecado e a morte,
também nós somos convidados a morrer para o pecado e ressurgir para
uma vida nova. Reconheçamo-nos necessitados da misericórdia do Pai.
(Breve momento de silêncio)
D.: Confessemos os nossos pecados.
T.: Confesso a Deus todo-poderoso e a vós, irmãos irmãs, que pequei
muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omissões, (batendo
no peito) por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem
Maria, aos anjos e santos, e a vós, irmãos e irmãs, que rogueis por
mim a Deus, nosso Senhor.
D.: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos
pecados e nos conduza à vida eterna.
T.: Amém.
T.: Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens por Ele
amados. Senhor Deus, rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós vos
louvamos, nós vos bendizemos, nós vos adoramos, nós vos
glorificamos, nós vos damos graças por vossa imensa glória. Senhor
Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho
de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de
nós. Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica. Vós
que estais à direita do Pai, tende piedade de nós. Só vós sois o Santo, só vós, o Senhor, só vós, o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito
Santo, na glória de Deus Pai. Amém.
(OU, se preferir, o Hino de Louvor pode ser cantado)
D.: Ó Deus, que mostrais a luz da verdade aos que erram para retomarem
o bom caminho, dai a todos os que professam a fé rejeitar o que não
convém ao cristão e abraçar tudo o que é digno desse nome. Por Nosso
Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
T.: Amém.
A VOSSA PALAVRA É A LUZ DOS NOSSOS PASSOS
Primeira Leitura: ((Is 55,10-11)
L.: Leitura do Livro do Profeta Isaías:
Isto diz o Senhor: “Assim como a chuva e a neve descem do céu e para lá
não voltam mais, mas vêm irrigar e fecundar a terra, e fazê-la germinar e
dar semente, para o plantio e para a alimentação, assim a palavra que
sair de minha boca: não voltará para mim vazia; antes, realizará tudo que
for de minha vontade e produzirá os efeitos que pretendi, ao enviá-la”.
Palavra do Senhor.
T.: Graças a Deus.
Salmo:
2 Sl 64(65),10.11.12-13.14(R. Lc 8,8)
T.: A semente caiu em terra boa e deu fruto.
L.: Visitais a nossa terra com as chuvas,
e transborda de fartura.
Rios de Deus que vêm do céu derramam águas,
e preparais o nosso trigo. R.
L.: É assim que preparais a nossa terra:
vós a regais e aplainais,
os seus sulcos com a chuva amoleceis
e abençoais as sementeiras. R.
L.: O ano todo coroais com vossos dons,
os vossos passos são fecundos;
transborda a fartura onde passais,
brotam pastos no deserto. R.
L.: As colinas se enfeitam de alegria,
e os campos, de rebanhos;
nossos vales se revestem de trigais:
tudo canta de alegria.

Aclamação ao Evangelho:3
T.: Aleluia, Aleluia, Aleluia.
Semente é de Deus a palavra, o Cristo é o semeador;
todo aquele que o encontra, vida eterna encontrou!
EVANGELHO: (Mt 13,1-23)
(Pode ser utilizada a forma breve que se encontra entre parênteses)
L.: Do Evangelho segundo Mateus
(Naquele dia, Jesus saiu de casa e foi sentar-se às margens do mar da
Galileia. Uma grande multidão reuniu-se em volta dele. Por isso, Jesus
entrou numa barca e sentou-se, enquanto a multidão ficava de pé, na
praia. E disse-lhes muitas coisas em parábolas: “O semeador saiu para
semear. Enquanto semeava, algumas sementes caíram à beira do
caminho, e os pássaros vieram e as comeram. Outras sementes caíram
em terreno pedregoso, onde não havia muita terra. As sementes logo
brotaram, porque a terra não era profunda. Mas, quando o sol apareceu,
as plantas ficaram queimadas e secaram, porque não tinham raiz. Outras
sementes caíram no meio dos espinhos. Os espinhos cresceram e
sufocaram as plantas. Outras sementes, porém, caíram em terra boa, e
produziram à base de cem, de sessenta e de trinta frutos por semente.
Quem tem ouvidos, ouça!”)
Os discípulos aproximaram-se e disseram a Jesus: “Por que falas ao povo
em parábolas?” Jesus respondeu: “Porque a vós foi dado o conhecimento
dos mistérios do Reino dos Céus, mas a eles não é dado. Pois à pessoa
que tem será dado ainda mais, e terá em abundância; mas à pessoa que
não tem será tirado até o pouco que tem. É por isso que eu lhes falo em
parábolas: porque olhando, eles não veem, e ouvindo, eles não escutam
nem compreendem. Desse modo se cumpre neles a profecia de Isaías:
‘Havereis de ouvir, sem nada entender. Havereis de olhar, sem nada ver.
Porque o coração deste povo se tornou insensível. Eles ouviram com má
vontade e fecharam seus olhos, para não ver com os olhos, nem ouvir
com os ouvidos, nem compreender com o coração, de modo que se
convertam e eu os cure’. Felizes sois vós, porque vossos olhos veem e
vossos ouvidos ouvem. Em verdade vos digo, muitos profetas e justos
desejaram ver o que vedes, e não viram, desejaram ouvir o que ouvis, e
não ouviram.
Ouvi, portanto, a parábola do semeador: Todo aquele que ouve a palavra
do Reino e não a compreende, vem o Maligno e rouba o que foi semeado
em seu coração. Este é o que foi semeado à beira do caminho. A semente
que caiu em terreno pedregoso é aquele que ouve a palavra e logo a recebe
com alegria; mas ele não tem raiz em si mesmo, é de momento; quando
chega o sofrimento ou a perseguição, por causa da palavra, ele desiste
logo. A semente que caiu no meio dos espinhos é aquele que ouve a
palavra, mas as preocupações do mundo e a ilusão da riqueza sufocam a
palavra, e ele não dá fruto. A semente que caiu em boa terra é aquele que ouve a palavra e a compreende. Esse produz fruto. Um dá cem, outro
sessenta e outro trinta”. Palavra da Salvação.
T.: Glória a vós, Senhor.
(Pequeno momento de silêncio, meditação ou partilha da Palavra)
D.: Renovemos, como família de Deus, a nossa fé.
T.: Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra; e em
Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo
poder do Espírito Santo; nasceu da Virgem Maria, padeceu sob
Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão
dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia; subiu aos céus; está sentado
à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos
e os mortos. Creio no Espírito Santo, na santa Igreja católica, na
comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da
carne, na vida eterna. Amém.
A DEUS SE ELEVA A NOSSA PRECE
D.: Enquanto Igreja doméstica que somos unamos nossas vozes
recitando esta litania pedindo a Deus, nosso Pai, o fim da pandemia
causada pelo Corona Vírus. Assim como no dia 27 de março a Igreja do
mundo inteiro rezou com o papa Francisco, recitemos com fé essa mesma
oração.
L.: Verdadeiro Deus e verdadeiro
homem, realmente presente no
Sacramento da Eucaristia
T.: Nós vos adoramos, Senhor
Nosso Salvador, Deus-conosco,
fiel e rico em misericórdia
Nós vos adoramos, Senhor
Rei e Senhor da criação e da
história
Nós vos adoramos, Senhor
Vencedor do pecado e da morte
Nós vos adoramos, Senhor
Amigo do homem, ressuscitado e
vivo à direita do Pai
Nós vos adoramos, Senhor
Filho unigênito do Pai, descido
do Céu para a nossa salvação
Nós cremos em Vós, ó Senhor
Médico celeste, que vos dobrai
sobre a nossa miséria
Nós cremos em Vós, ó Senhor
Cordeiro imolado, que vos
ofereceis para resgatar-nos do
mal
Nós cremos em Vós, ó Senhor
Bom Pastor, que dais a vida pelo
rebanho que amais
Nós cremos em Vós, ó Senhor
Pão vivo e remédio de
imortalidade, que nos dais a
Vida eterna
Nós cremos em Vós, ó Senhor.
Do poder de Satanás e das
seduções do mundo
Livrai-nos, ó Senhor
Do orgulho e da presunção de
poder viver sem Vós
Livrai-nos, ó Senhor
Dos enganos do medo e da
angústia
Livrai-nos, ó Senhor
Da incredulidade e do desespero
Livrai-nos, ó Senhor
Da dureza de coração e da
incapacidade de amar
Livrai-nos, ó Senhor De todos os males que afligem a
humanidade
Salvai-nos, ó Senhor
Da fome, da pobreza e do
egoísmo
Salvai-nos, ó Senhor
Das doenças, das epidemias e do
medo do irmão
Salvai-nos, ó Senhor
Da loucura devastadora, dos
interesses implacáveis e da
violência
Salvai-nos, ó Senhor
Das insídias, da má informação
e da manipulação das
consciências
Salvai-nos, ó Senhor
Olhai para a vossa Igreja, que
atravessa o deserto
Consolai-nos, ó Senhor
Olhai para a humanidade,
aterrorizada pelo medo e pela
angústia
Consolai-nos, ó Senhor
Olhai para os doentes e os
moribundos, oprimidos pela
solidão
Consolai-nos, ó Senhor
Olhai para os médicos e os
trabalhadores da saúde,
exaustos de cansaço
Consolai-nos, ó Senhor
Olhai para os políticos e os
governantes, que carregam o
peso das decisões
Consolai-nos, ó Senhor
Na hora da prova e da
perturbação
Enviai-nos o vosso Espírito,
Senhor
Na tentação e na fragilidade
Enviai-nos o vosso Espírito,
Senhor
No combate contra o mal e o
pecado
Enviai-nos o vosso Espírito,
Senhor
Na busca do verdadeiro bem e
da verdadeira alegria
Enviai-nos o vosso Espírito,
Senhor
Na decisão de permanecer em
Vós e na vossa amizade
Enviai-nos o vosso Espírito,
Senhor
Se o pecado nos oprime
Abri o nosso coração à
esperança, ó Senhor
Se o ódio nos fecha o coração
Abri o nosso coração à
esperança, ó Senhor
Se a dor nos visita
Abri o nosso coração à
esperança, ó Senhor
Se a indiferença nos angustia
Abri o nosso coração à
esperança, ó Senhor
Se a morte nos aniquila
Abri o nosso coração à
esperança, ó Senhor
D.: Continuemos nossa oração pedindo a vinda do Reino de Deus:
T.: Pai nosso…
INVOQUEMOS A BÊNÇÃO DO NOSSO DEUS
D.: A paz de Deus, que supera todo entendimento, guarde vossos
corações e vossas mentes no conhecimento e no amor de Deus, e de seu
Filho, nosso Senhor Jesus Cristo.
T.: Amém.

D.: Abençoe-nos Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo.
T.: Amém.
D.: Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo.
T.: Para sempre seja louvado.
Pode concluir-se com a seguinte antífona mariana:
D.: Ave, Rainha do céu; Ave, dos anjos Senhora;
Ave, raiz, ave, porta; da luz do mundo és aurora.
Exulta, ó Virgem tão bela, as outras seguem-te após;
nós te saudamos: adeus! E pede a Cristo por nós!
Virgem Mãe, ó Maria!
Canto Final:
Pelas estradas da vida, nunca sozinho estás
Contigo pelo caminho, Santa Maria vai
Ó vem conosco, vem caminhar
Santa Maria vem
Ó vem conosco, vem caminhar
Santa Maria vem
Se pelo mundo os homens
Sem conhecer-se vão
Não negues nunca a tua mão
A quem te encontrar
Sugestão de Canto:
4
A sombra vai se abrindo, quando a noite cai.
E vão fugindo tantas luzes
De um dia, que jamais há de se acabar;
De um dia, que há de começar sempre;
Porque sabemos que uma nova vida,
Aqui nascida, ninguém mais cancelará.
Se tu vais agora, anoitecerá
Se tu vais embora, Senhor, o que será?
Se tu vais agora, anoitecerá;
Mas se permaneces, a noite não virá.
Como o mar se espraia, infinitamente,
O vento soprará e abrirá os caminhos escondidos.
Tantos corações hão de ver uma nova luz clara,
Como uma chama que, onde passa, queima.
O Teu amor todo mundo invadirá.

A humanidade luta, sofre e espera.
É terra seca e no céu não há nuvens,
Mas a vida não lhe faltará;
E a esperança brilhará para sempre.
Contigo unidos, oh! Fonte de água viva,
Tua presença o deserto acabará.
(Cada família poderá adaptar o esquema conforme as necessidades. Os
cantos são sugestões podendo ser trocados por outros, levando em
consideração o Tempo Litúrgico que estamos vivendo).

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)