Academia Marial celebra 35 anos com missa na Basílica de Aparecida

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Missa também recorda 90 anos do decreto que instituiu Nossa Senhora Aparecida como Padroeira do Brasil Único centro de estudos sobre a Virgem Maria no Brasil, a Academia Marial de Aparecida (SP) completa 35 anos em 2020. Nesta quinta-feira, 16, uma missa no Altar Central da Basílica vai marcar a data. A Eucaristia, presidida pelo diretor da Academia Maria de Aparecida, padre José Ulysses da Silva, também recorda os 90 anos da assinatura do decreto que constituiu Nossa Senhora Aparecida como Padroeira do Brasil.

Fundada em 16 de julho de 1985, a Academia Marial é fruto do XI Congresso Eucarístico Nacional, realizado em Aparecida naquele ano. Transferido para o Santuário Nacional, em 2002, o centro de estudos se dedica à promoção de reflexões, pesquisas da Teologia Mariana e da devoção do povo à Mãe de Jesus.

“Em todos esses anos, sempre houve um grande esforço de integrar a Academia à Pastoral do Santuário. Queremos aproximá-la sempre mais do povo peregrino para que a piedade popular tão intensa do nosso povo pela Virgem Mãe Aparecida se enraíze ainda mais fortemente na Palavra de Deus e nas celebrações”, explica padre Ulysses.

Para popularizar o ensino mariológico, a Academia desenvolveu, nos últimos anos, diversas atividades de reflexão teológica sobre Nossa Senhora. Eventos, catequeses no Santuário de Aparecida, programas de televisão e colunas em diversos meios de comunicação estão entre as ações realizadas pela instituição para popularizar os estudos sobre a figura da mulher mais importante do Cristianismo.

“Até hoje, foram 29 Assembleias de Associados, 13 Congressos Mariológicos entre outros eventos como exposições, cursos, cafés mariológicos, palestras entre outros. Além de manter o curso de Pós-graduação em Mariologia, em parceria com a Faculdade Dehoniana de Taubaté, e uma Biblioteca Marial, situada em nossa sede”, destaca o diretor da Academia.

Ligada ao Santuário Nacional, a Academia Marial de Aparecida tem como chanceler o arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes. O reitor do Santuário Nacional, padre Eduardo Catalfo, também compõe o conselho diretivo, ocupando a presidência do órgão.

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)