Jovem com deficiência realiza peregrinação e recebe carta do Papa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Peregrinação de Álvaro, de 15 anos, foi realizada no “Caminho de Santiago”; Ação não passou despercebida pelo Papa Francisco. Natural de Málaga, na Espanha, Álvaro Calvente tem 15 anos e é portador de uma deficiência intelectual. Entretanto, poucos dias atrás, o jovem fez uma peregrinação no “Caminho de Santiago”, acompanhado por seu pai e por um amigo de família. A sua ação não passou despercebida pelo Papa Francisco que lhe escreveu uma carta, publicada no site da Diocese de Málaga, na qual o Pontífice congratula o jovem e lhe agradece por seu testemunho corajoso.

“Caro Álvaro”, escreve o Papa, “recebi uma carta de seu pai na qual ele me dizia que você terminou o Caminho de Santiago e que em sua mochila você levou as intenções não somente suas, mas também de muitas pessoas que ‘se uniram a você’ na peregrinação, pedindo-lhe orações”. “Obrigado por nos encorajar a caminhar e por convidar muitos outros a caminhar com você”, acrescenta Francisco. “Em meio à pandemia que estamos vivendo, com a sua sinceridade, alegria e simplicidade, você conseguiu colocar em movimento a esperança de muitas pessoas que conheceu ao longo do caminho ou através das redes sociais”. A viagem de Álvaro foi compartilhada por seu pai no Twitter, através da conta @CaminodeAlvaro.

“Você foi em peregrinação e fez muitas pessoas irem em peregrinação, encorajando-as a não ter medo e a recuperar a alegria, porque ao longo do caminho nunca estamos sozinhos”, escreve ainda o Papa. “O Senhor caminha sempre ao nosso lado. Obrigado por seu testemunho e por suas orações”. A carta do Papa se conclui com uma bênção, uma invocação a Nossa Senhora do Carmo e um pedido: “Não se esqueça de rezar por mim”.

Sétimo de dez irmãos, Álvaro vive no distrito de Huelin e é membro da Comunidade Neocatecumenal da paróquia local de “São Patrício”. “Não obstante sua deficiência”, explica a Diocese de Málaga, “o jovem participa ativamente da vida paroquial. A sua experiência de fé, tão alegre, é um testemunho para todos os que o conhecem”.

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)