Homilia Diária sábado 25/07

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
“Quem quiser ser o primeiro, seja vosso servo. Pois, o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor de muitos” (Mateus 20,27-28). Celebramos, hoje, o apóstolo São Tiago Maior, irmão do apóstolo João e filhos de Zebedeu. Eles estavam ao longo do mar da Galileia, quando Jesus os viu e os chamou. Eles deixaram suas redes e seguiram a Jesus, se tornaram discípulos e, como bons discípulos que foram, fizeram parte do grupo dos apóstolos, dos Doze que eram próximos, íntimos e, ao mesmo tempo, enviados de Jesus para levar a Palavra de Deus aos corações da humanidade.

O Evangelho nos aponta que a mãe de João e Tiago que, hoje celebramos, se aproximou para fazer um pedido inusitado a Jesus. Como boa mãe – porque a mãe quer sempre o melhor para os seus filhos, quer seus filhos muito próximos a Deus –, ela foi pedir: “Coloque os meus filhos no Seu Reino à Sua direita e à Sua esquerda?”.  

Mãe que é mãe quer sempre os seus filhos no melhor lugar. Eles já estavam com Jesus, mas a mãe queria mais um destaque porque quem está à direita e à esquerda são os mais importantes.

Jesus escuta com muita atenção e amor o pedido daquela mãe, mas Ele diz: “Vocês não sabem o que estão pedindo”. Aliás, eles também foram com a mãe porque também queriam esse lugar de destaque. Em outra narrativa evangélica, mostra eles pedindo.

Aqui é importante observar, primeiro, que isso causou indignação no grupo dos discípulos, mas, ao mesmo tempo, foi uma oportunidade para Jesus mostrar no que consiste o Reino dos Céus.

O Reino de Deus é quem serve sem esperar nada em troca, serve por amor

O Reino dos Céus não tem nada a ver com essas pretensões humanas e mundanas do mundo em que vivemos, onde as pessoas se sentem privilegiadas porque estão perto desse ou daquele; porque tiraram uma foto com esse; porque é amiga daquele outro. O Reino do Céus não é isso, não é ter destaque e importância. O Reino dos Céus não é ser muito curtido, valorizado, e assim por diante. O Reino dos Céus é, acima de tudo, servir.

Jesus estava dizendo à mãe dos filhos de Zebedeu: “Não cabe a mim dizer quem vai ficar à minha direita ou à minha esquerda. Cabe ao Pai. E qual é a importância do lugar que vão ocupar? Porque, no Reino, quem quiser ser grande é muito simples: não precisa ter nome, é só servir. No Reino de Deus é só fazer o que eu faço porque o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir”.

Hoje, celebrando o apóstolo São Tiago, queremos celebrar a essência do que é ser discípulo e seguidor de Jesus Cristo. Muitas vezes, veneramos, aplaudimos, corremos atrás das pessoas que têm nome e destaque. Que beleza saber que o Reino de Deus é aquela pessoa que está servindo sem ninguém reconhecer, é aquela pessoa que está cuidando dos bancos da Igreja, limpando a Igreja! Que beleza ver pessoas anônimas, muitas vezes, até desprezadas cuidando dos pobres e doentes!

O Reino de Deus são aquelas pessoas que estão cuidando umas das outras, estão servindo e não são reconhecidas, aplaudidas nem valorizadas. Essas são grandes no coração de Deus!

O Reino de Deus não são os destaques das nossas redes sociais, o Reino de Deus é o serviço, a humildade, a doação e a dedicação. O Reino de Deus é quem serve sem esperar nada em troca, serve por amor e, por amor, coloca-se a serviço do Reino e da vida dos irmãos.

Deus abençoe você!  

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)