Live vai aprofundar os fundamentos bíblicos para a ação da Igreja com os empobrecidos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
As lives de mobilização da Ação Emergencial “É Tempo de Cuidar” entraram em uma nova fase neste mês a partir do dia 11 de agosto, sendo realizadas em séries temáticas para discutir e aprofundar aspectos da realidade brasileira associada à solidariedade sempre no mesmo dia da semana, às terças-feiras, às 17h, transmitidas pelas redes sociais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e da Cáritas Brasileira. A primeira série, que inclui a realização de quatro lives, entre 11 de agosto a 1º de setembro, está aprofundando o tema da “Fome”.

A razão da escolha do tema da Fome é para aprofundar a ameaça de retorno do Brasil Mapa da Fome, de onde já havia saído. O Programa Mundial de Alimentos (WFP, na sigla em inglês), uma das maiores agências humanitárias das Organizações das Nações Unidas (ONU), vem chamando a atenção para este risco no contexto da pandemia.

A primeira live da série sobre a Fome, realizada na semana passada, foi “A História e os números da pobreza e da fome no Brasil”, tendo com a inspiração bíblica: “Quando foi que te vimos com fome?” (Mt 25,37), buscando responder a parte do “ver” no método adotado pela Igreja no Brasil para compreender a fenômenos da realidade e indicar caminhos de ação.

A Bíblia os empobrecidos

A segunda live da série sobre a “Fome” está marcada para amanhã, 18 de agosto, às 17hh, e vai abordar o tema: “Fundamentos bíblicos mobilizadores para a proximidade da Igreja com as pessoas empobrecidas”, o que corresponde ao momento do “julgar”.  A live tem como inspiração bíblica: “Faltava o pão em toda terra, pois a fome se agravava.” (Gn 47,13).

Um dos convidados para esta reflexão é o padre Waldecir Gonzaga, doutor em Teologia Bíblica pela Universidade Gregoriana (Roma). Ele é professor de Teologia Bíblica do departamento de Teologia da PUC-Rio e do Instituto Superior de Ciências Religiosas da Arquidiocese do Rio de Janeiro. O outro é o Daniel Souza, presidente do Conselho da Ação da Cidadania, com atuação nos projetos sociais e culturais em todo Brasil. Além de coordenar a campanha Natal Sem Fome, desde que a Ação da Cidadania retomou a campanha, em 2017, ele também é também designer, produtor cultural, com participação em grandes produções no campo musical e cinematográfico.

Nesta nova fase, as lives estão sendo mediadas pelo secretário-executivo das Campanhas da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), padre Patriky Samuel Batista, e contarão sempre com a presença de dois especialistas nas temáticas e membros da Igreja no Brasil que têm contato e experiência com o tema de cada episódio.

Segundo a assessora de Comunicação da CNBB, Manuela Castro, o objetivo será aprofundar e abordar diferentes aspectos e enfoques das temáticas ligadas à solidariedade na Igreja no Brasil. O aprofundamento segue os passos adotados pela Igreja no Brasil (ver, julgar, agir e celebrar).

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)