CNBB oferece educação integral e apoio psicológico à menina estuprada pelo tio no ES

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Oferta da CNBB vale para qualquer estado brasileiro, pois há vários colégios católicos ligados à entidade espalhados pelo país. O arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Walmor Oliveira de Azevedo, enviou um ofício à Promotoria da Infância de São Mateus (ES) colocando a Igreja Católica no Brasil à disposição da menina de 10 anos que teve a gravidez de cinco meses interrompida, dia 17 de agosto, com autorização judicial. A gravidez foi fruto de estupro do tio da criança, segundo a Polícia Civil do Espirito Santo.

“A Igreja se coloca à disposição da criança e de sua família, com a mediação e orientação da Promotoria da Infância e da Juventude”, diz o documento datado de 19 de agosto. No documento, o presidente da CNBB assegura à criança acesso à rede de ensino da Igreja Católica no Brasil “para, graciosamente, oferecer educação integral a essa menina, garantindo-lhe preservação da identidade, acompanhamento psicopedagógico especializado, no horizonte do humanismo cristão”.

No ofício, além de condenar o crime contra a infância, que “expõe misérias humanas e existenciais, interpela-nos a agir para minimizar a dor dessa criança, covardemente submetida ao mal”, o presidente da CNBB afirma que a Igreja se prontifica a empenhar-se para que “essa criança supere as consequências da violência sofrida e tenha todas as condições necessárias para construir um futuro digno. Também estamos sensíveis à situação da família, abertos ao diálogo com a Promotoria, para auxiliar no que for necessário”, escreveu.

Na terça-feira, a CNBB encaminhou ao bispo da diocese de São Mateus (ES), Dom Paulo Bosi Dal’Bó, o ofício com a proposta de educação e acompanhamento psicológico para a garota, a ser entregue ao Ministério Público do Espírito Santo. No mesmo dia, o documento foi protocolado na Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude da Comarca de São Mateus (ES).

A oferta da CNBB vale para qualquer estado brasileiro, pois há vários colégios católicos ligados à entidade espalhados pelo país, caso a família da garota decida pela mudança do Espírito Santo. Em qualquer localidade, todos os benefícios serão oferecidos de forma integral e gratuita, assegurou o presidente da CNBB.

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)