Família Vicentina: “Uma resposta cristã e concorde à pandemia”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
“Queremos ser cada vez mais instrumentos afetivos e eficazes nas mãos de Jesus para testemunhar Sua misericórdia”. Palavras do padre Tomaz Mavric, Superior Geral da Família Vicentina por ocasião da memória litúrgica de São Vicente de Paulo

O Superior Geral da Família Vicentina, padre Tomaz Mavric escreveu uma mensagem por ocasião da memória litúrgica de São Vicente de Paulo que será comemorada no próximo dia 27 de setembro. A proposta do superior seria uma resposta concorde e cristã ao desafio da pandemia, ou seja, “juntos em oração, pensamento e ação”.

Padre Mavric observa: “A pandemia da COVID-19 nos trouxe, individualmente e como membros da Família Vicentina ao redor do mundo, muitas oportunidades e desafios. O mesmo é válido para o período pós COVID-19”. Citando o pensamento do Papa Francisco, observa: “o mundo, e nós individualmente, não podemos permanecer os mesmos: ou nos tornaremos melhores, ou daremos um passo atrás e ficaremos piores…”. O Superior Geral recorda a reunião em Roma no início de 2020, que reuniu todos os representantes dos 170 ramos da Família Vicentina; ele, portanto, convida todos a se tornarem colaboradores ativos da iniciativa da Famvin Homless Alliance.

Casas para os sem-teto

“A Aliança da Família Vicentina para os sem-teto é nosso único projeto comum. Portanto, deve ser promovida, ampliada e introduzida nos 158 países onde a Família Vicentina está presente para que nenhuma Congregação ou Associação permaneça fora deste projeto, mas que todos tomem parte ativa na iniciativa em todos os cantos do mundo onde vivemos e servimos”.

De maneira especial, o convite é para promover a “Campanha das 13 Casas”, uma iniciativa no campo da caridade que começou em novembro de 2018 com o objetivo de transformar a vida de dez mil pessoas em 3-5 anos. A situação atual – segundo o comunicado – conta com 52 projetos em fase de desenvolvimento (planejamento, execução ou conclusão) em 37 países e 761 casas construídas ou reformadas. “Pode-se dizer”, explica Pe. Tomaz Mavric, “que melhorou a vida de quase 5000 pessoas “.

Iniciativas na pandemia

Também foi dada uma atenção particular em relação aos afetados pela emergência da COVID-19. Existem 18 iniciativas em 16 países: Angola, Bolívia, República Dominicana, Equador, Etiópia, Gana, Guatemala, Líbano, Madagascar, Peru, Filipinas, Romênia, Ruanda, Tanzânia e Ucrânia.

Além disso, em resposta à tragédia no Líbano causada pela explosão de 4 de agosto, Padre Tomaz Mavric renova seu apelo para uma campanha de arrecadação de fundos para ajudar a Família Vicentina de Beirute a socorrer as famílias sem-teto. “Este evento trágico e muitos outros ao redor do mundo: guerras, terremotos, enchentes e outras calamidades – escreve Pe. Tomaz – mostram claramente a importância de um modelo para responder a tais necessidades urgentes com rapidez e da maneira mais organizada e eficaz possível. Queremos ser cada vez mais instrumentos afetivos e eficazes nas mãos de Jesus para testemunhar Sua misericórdia, Sua compaixão e Seu amor onde Ele quiser nos enviar”.

(Vatican News Service  – PO)

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)