São Martinho de Tours

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Nasceu em 316 na Panônia (atual Hungria), numa família pagã que, da parte do pai (oficial do exército romano), fez de Martinho um militar enquanto o Pai do Céu o estava fazendo cristão, já que começou a fazer o Catecumenato. Certa vez, quando militar, mas ainda não batizado, Martinho partiu em duas partes seu manto para dá-lo a um pobre e, assim, Jesus aparece-lhe durante a noite e disse-lhe: “Martinho, principiante na fé, cobriu-me com este manto”. Então, esse homem de Deus foi batizado e abandonou a vida militar para viver intensamente a vida religiosa e as inspirações do Espírito Santo para sua vida.

Com a direção e ajuda do Bispo Hilário, Martinho tornou-se monge, Diácono, fundador do primeiro mosteiro na França e, depois, sacerdote, que formava os seus “filhos” para a contemplação e, ao mesmo tempo, para a missão de evangelizar os pagãos; diferenciando-se com isso dos mosteiros do Oriente.

Por ser fiel no pouco, São Martinho recebeu o mais, que veio com a sua Ordenação para Bispo em Tours. E, ainda, isso não o impediu de fundar os muitos outros mosteiros, a fim de melhor evangelizar sua Diocese. Entrou no Céu em 397.

São Martinho de Tours, rogai por nós!

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)