Dom Ventura condenado a 8 meses com a condicional

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
O ex-núncio em Paris, acusado de assédio sexual por alguns homens, sempre se declarou inocente. Ventura tinha renunciado à imunidade para colaborar com a justiça francesa.

Dom Luigi Ventura, 76 anos de idade, núncio apostólico na França de 2009 a 2019, foi condenado nesta quarta-feira (16/12), por um tribunal em Paris a 8 meses de prisão, com a condicional, por assédio sexual contra alguns homens. O prelado terá também de pagar 13.000 euros às vítimas e 9.000 euros em custas judiciais.

O núncio sempre negou as acusações. A Santa Sé tinha renunciado à imunidade jurisdicional de que dom Ventura poderia ter gozado, em virtude da Convenção de Viena de 18 de abril de 1961 sobre relações diplomáticas. Um gesto com o qual o núncio pretendia expressar a sua vontade de colaborar plena e espontaneamente com as autoridades judiciais francesas.

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)