Patriarca Kirill: São José exemplo para os pais na educação dos filhos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
“A educação que José e Maria deram a Jesus certamente influenciou seu caráter humano… a natureza humana do Salvador era bela. Na linguagem habitual, ele era uma pessoa adorável e maravilhosa". Palavras do Patriarca Kirill ao falar do exemplo de José para a educação dos filhos

Kirill, o Patriarca de Moscou e de toda a Rússia, lembrou no últiimo domingo (10/01) o quanto é importante o papel do pai em uma família. Durante a missa dedicada a São José, celebrada em Moscou na igreja de São Alexandre Nevsky, Kirill observou que hoje os pais estão muitas vezes imersos em preocupações diárias, ocupados com o trabalho, e que a educação dos filhos, às vezes, não é prioridade, enquanto que, ao contrário, é exatamente na educação que os pais devem investir o máximo.

Educar as novas gerações

“Se isso não acontecer”, disse o patriarca Kirill, “os pais deixam de cumprir sua tarefa mais importante: educar as novas gerações”. Antes de tudo, durante a infância e a adolescência, é fundamental o conselho dos pais, seu apoio, seu amor paternal e, ao mesmo tempo, seu rigor”. Segundo o portal do Patriarcado de Moscou, Kirill acrescenta que a Internet, a televisão, outros meios de comunicação e a comunicação têm um forte impacto na consciência de uma criança, e o cuidado e atenção dos pais poderão ajudar seus filhos, que passam muito tempo fora de casa, na escola, com os amigos. Além disso, para o Patriarca, se na infância e adolescência é necessária uma certa disciplina, na etapa posterior é a oração dos pais a Deus que guiará os filhos, assim como o diálogo amoroso.

O exemplo de José

Em sua homilia, o Patriarca continuou a explicar que a educação que José e Maria deram a Jesus certamente influenciou seu caráter humano, seus pensamentos humanos. “Sabemos que no Senhor Jesus, a natureza divina e a natureza humana estão unidas indistintamente e inseparavelmente”, continuou Kirill, “isto é, o Homem permanece um Homem, mas de modo algum ele se desprende do princípio Divino em uma pessoa. E, afinal, a natureza humana do Salvador era bela, como notamos no Evangelho. Na linguagem habitual, ele era uma pessoa adorável e maravilhosa”.

O Patriarca também assinalou que tudo o que acontece durante a infância, de uma forma ou de outra, se manifesta nos anos sucessivos da vida de uma pessoa, portanto, os pais, antes de tudo, devem se perguntar uma e outra vez se estão fazendo o melhor por seus filhos, se estão passando para eles sua própria experiência de vida, sua própria fé. Por fim Kirill pediu a intercessão de São José para que ele possa inspirar os pais na educação de seus filhos e para que o amor nas famílias possa ser fortalecido.

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)