A Lei do Senhor é para nos colocar mais próximos d’Ele

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
“O sábado foi feito para o homem, e não o homem para o sábado. Portanto, o Filho do Homem é senhor também do sábado” (Marcos 2,27-28).

Sabe, muitas vezes, as pessoas estão escravas de mentalidades ultrapassadas. Não que não tenhamos preceitos e leis para serem observadas – e como elas precisam ser observadas. Sejam as leis humanas, as leis que regem a vida humana: temos leis de trânsito, leis civis, temos leis que tornam a vida humana, a convivência humana justa, sensata e agradável.

Temos a Lei de Deus que nos ordena a vivermos retamente para Deus e para os irmãos. Mas, entenda: toda lei é feita para o homem e não para o homem ser escravo da lei, de modo que você cumpre a lei, mas não vive o espírito da lei.

É muito bom que você, por exemplo, obedeça a sinalização de trânsito, ande na velocidade regulamentada, que obedeça ao sinal quando ele é vermelho, mas é importante que você pare para socorrer alguém quando está passando alguma necessidade. É importante que você saiba desviar-se para não atropelar o outro ou evitar um acidente mesmo que você esteja certo. É importante que você não seja cego na forma de observar a lei. É importante que essa lei esteja, acima de tudo, a serviço da vida.

O Filho do Homem é o Senhor do sábado, é o Senhor da lei e o Senhor da nossa vida

A Lei Divina é assim também, porque não basta guardar o sábado como os judeus guardavam e, muitas vezes, ignoravam a vida humana, o ser humano, o cuidado para com a pessoa humana. Não basta dizer que sou um homem de Deus, uma pessoa de Deus se não vivo uma relação de liberdade e amor para com Deus na observância da própria Lei de Deus.

Não basta guardar a Lei de Deus para amá-Lo, porque, muitas vezes, sou aquela pessoa reta e correta, mas não escuto a Deus, não escuto aquilo que Ele está me direcionando, me inspirando, aquilo que Ele está moldando e mudando dentro de mim.

Toda Lei do Senhor é para me colocar mais próximo d’Ele, não é para transformar a lei em imperativo para aquilo que são meus pensamentos, minhas ideias, meus ideais, minhas ideologias e filosofias. O Espírito sopra onde quer e é só o coração novo que abre para acolher que é possível ser guiado por aquilo que a lei nos orienta. Portanto, não se deixe escravizar, mas permita que a lei possa nos libertar a cada dia da nossa vida.

O Filho do Homem é o Senhor do sábado, é o Senhor da lei e o Senhor da nossa vida. Permitamos que Jesus seja o Senhor da nossa vida e das nossas atitudes.

Deus abençoe você!

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)