Francisco: a pobreza é inaceitável, construir um mundo mais justo e fraterno

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
O Papa incentiva as associações belgas 'Entraide et Fraternité' e 'Action Vivre ensemble' "a prosseguirem incansavelmente o seu compromisso no caminho da amizade social e da fraternidade, com a graça de Cristo, o Bom Samaritano por excelência”.

O Papa Francisco enviou uma mensagem, nesta sexta-feira (29/01), aos membros de duas associações belgas “Entraide et Fraternité” e “Action Vivre ensemble” por ocasião de suas fundações.

Em 1961, os bispos da Bélgica tomaram a iniciativa de lançar a campanha “Quaresma de partilha” e convidaram os católicos a partilharem seus recursos a favor da República Democrática do Congo, que tinha se tornado independente. A esse propósito, fundaram a associação “Entraide et Fraternité”. “Vocês preparam e organizam a “Quaresma de partilha” na Bélgica há sessenta anos. Desde então vocês estenderam seu campo de ação a vários países do mundo”, ressalta o Papa na mensagem.

Em 1971, os bispos lançaram a “Action Vivre ensemble” a fim de organizar a campanha de Advento e ajudar as associações que lutam contra a pobreza na Bélgica. As duas “associações têm como campo de ação prioritário o apoio à atividade social dos interlocutores”, tanto nos países pobres quanto na Bélgica. 

“Parabenizo as duas organizações por sua fidelidade no cumprimento de sua missão e agradeço do fundo do coração a todos aqueles que estão envolvidos como voluntários, profissionais ou benfeitores”, frisa o Pontífice no texto.

Segundo o Papa, os desafios enfrentados pelas associações “são agravados pela crise da Covid-19 que afeta o mundo inteiro, e mais ainda os mais pobres e marginalizados. Agora mais do que nunca, é uma questão de continuar a ação empreendida e desenvolvê-la”. “Por isso, encorajo sinceramente suas equipes de Entraide et Fraternité e Action Vivre, assim como os muitos voluntários que apoiam sua ação nas paróquias e na sociedade civil, encorajo seus parceiros sociais que lutam todos os dias contra a pobreza inaceitável, assim como os doadores que os apoiam através da participação financeira. Todos temos o mesmo objetivo: construir um mundo mais justo e fraterno”, ressalta Francisco.

Por fim, o Papa incentiva as duas associações belgas “a prosseguirem incansavelmente o seu compromisso no caminho da amizade social e da fraternidade, com a graça de Cristo, o Bom Samaritano por excelência”.

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)