A voz do Mestre acalma as nossas agitações

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
“‘Mestre, estamos perecendo e tu não te importas?’” Ele se levantou e ordenou ao vento e ao mar: ‘Silêncio! Cala-te!’” (Marcos 4,38-39).

O grito dos discípulos de Jesus, parece o nosso grito em meio aos sufocos e tempestades da vida. Muitas vezes, nos envolvemos em tantas situações sufocantes e problemáticas na vida e parece que Deus não se importa conosco.

Preciso dizer o contrário: não tem ninguém que se importa mais conosco do que Deus, somos nós quem só nos importamos com Deus quando as coisas estão sufocando. Nem teríamos ido para aquela direção da vida, se tivéssemos escutado o Senhor, se tivéssemos dado atenção ao Senhor, se tivéssemos dado luz e direção à sabedoria de Deus.

Mesmo que as tempestades, as ventanias sejam fortes, mesmo que as ondas do mar se joguem sobre o barco da nossa vida, você pode ter certeza que o Senhor não nos abandona! Ainda que o nosso grito seja um grito de desespero: “Mestre, se importe conosco”, “Mestre, olhe para nós”, “Mestre, estamos perecendo”, é preciso apenas que escutemos a voz d’Ele que está gritando para as coisas que estão nos atormentando: “Silêncio! Cala-te!”.

Precisamos ouvir a voz do Mestre para que acalme tanta agitação e tensão que se acumula dentro de nós

É preciso dizer aos barulhos da alma e do coração: “Silêncio! Cala-te”; porque o que torna a nossa vida atordoante e tão atormentada são todos esses barulhos que gritam, que se agitam e se fomentam dentro de nós, são todos os devaneios que criamos, que alimentamos e deixamos crescer dentro de nós.

É preciso que a voz do Mestre, aquela voz poderosa, aja na natureza, sobretudo, nessa natureza humana que somos eu e você. Permitamos que a voz do Mestre acalme aquilo que está agitado dentro de nós.

Precisamos ouvir a voz do Mestre para que acalme tanta agitação e tensão que se acumula dentro de nós. É preciso ouvir a voz do Mestre para que toda a ansiedade que causa tanta contrariedade em nós, coloque-se no seu lugar.

Que não sejamos movidos pelo desespero, e sim pela fé e na confiança no Mestre Jesus, que cuida de nós em meio a toda e qualquer agitação. Coloquemos n’Ele a nossa confiança porque é Ele quem cuida de nós!

Deus abençoe você!

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)