A fé do nosso coração impressiona o Senhor

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
“É verdade, Senhor; mas também os cachorrinhos, debaixo da mesa, comem as migalhas que as crianças deixam cair” (Marcos 7,28).

As Palavras do Mestre Jesus sempre impressionam o nosso coração, mas tem algo que impressiona a nós e ao próprio Jesus: é a fé do coração, é a fé da confiança, mesmo quando encontramos todas as barreiras, dificuldades ou pareça impossível.

Olho para essa mãe aflita, ela não vai buscar nada para si, aliás, é muito difícil uma mãe que busca algo para si. As mães vivem em função dos seus filhos, e uma mãe como essa, toda aflita, porque tinha uma filha tomada por um espírito impuro, ouviu falar de Jesus e entendeu que Ele era a luz, a cura e a resposta para a situação da sua filha.

Sei que nossas mães não só ouviram falar de Jesus, sei que nossas mães escutam a Jesus, mas eu digo às mães: não deixem de ouvir Jesus, não deixem de implorar a Jesus, não deixem de trazer Jesus para perto dos seus filhos, sobretudo, para tirar os espíritos impuros que estão agindo, perdendo e pervertendo nossos filhos sem que, muitas vezes, tomemos consciência dessa ação.

É para ter cuidado, coragem e fé, é para não se deixar perder e ser tomado pelos espíritos impuros

Quando a mãe e o pai colocam o celular na mão de um filho, tem que cuidar; quando um filho fica muito tempo na frente de um computador, de uma televisão… Quando os filhos vão para a escola – desculpe, não é para você ficar alardeada e tensa – , e sim para cuidar, pois vivemos num mundo cheio de impurezas.

Nunca vimos tantas crianças e adolescentes com sentimentos de depressão; nunca vimos tantos adolescentes querendo tirar a própria vida como nos tempos em que vivemos, onde existe toda uma ação do mal agindo em nosso meio.

Não é para ter medo, mas é para ter cuidado, coragem e fé, é para não se deixar perder e ser tomado por esses espíritos impuros, mas uma vez que eles estão aí, é preciso ter a ousadia que essa mãe teve.

Jesus estava cuidando, primeiro, da sua casa, que era a casa de Israel, e ela foi atrás de Jesus e disse: “Jesus, é só o Senhor que pode fazer pela minha filha”. Jesus se surpreende, Ele estava falando primeiro com a sua casa, a casa de Israel: “Não fica bem tirar o pão dos filhos para dar aos cães”, era a forma carinhosa que os judeus tratavam os pagãos, aqueles que não faziam parte da sua nação.

Que resposta de fé: “É verdade, Senhor; mas os cães comem as migalhas que caem da mesa dos filhos. Eu quero as migalhas, mas cuide, por favor, pois a minha filha precisa de você”.

Nossos filhos precisam de Jesus mais do que de um celular ou computadores, mais do que isso e aquilo. É claro, precisam de amor, da presença paterna, precisam de alimento… Mas eles precisam de Jesus.

Supliquemos a presença de Jesus, como essa mãe que foi atordoar o coração do Mestre até que Ele se voltasse e tirasse aquele demônio terrível que tomava conta do coração da sua filha. Imploremos que Jesus tire dos nossos filhos todos os demônios, espíritos impuros e maldosos que, muitas vezes, agem em nossas casas e famílias.

Voltemo-nos para Jesus, porque só Ele é o nosso Salvador!

Deus abençoe você!

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)