Com 117 anos, freira mais velha do mundo vence a Covid-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Ela não teve sintomas, mas ficou isolada no asilo onde mora. Depois dessa vitória, a religiosa aproveitou para dar um conselho

Do alto dos seus 117 anos , a irmã André venceu a Covid-19.De fato, a freira mais velha do mundo, que também é a mulher mais velha da Europa e da França, testou positivo para a Covid em 16 de janeiro. Entretanto, ela não apresentou sintomas.

Irmã André vive em um asilo de Toulon, na França. Ela ficou isolada em um quarto da casa para não transmitir o vírus aos colegas. Agora, informou que já está recuperada da doença.

Vida longa e plena

Depois de descobrir o chamado da fé na idade adulta, Lucile Randon ingressou na ordem das Filhas da Caridade com 40 anos. Ela se dedicou ao trabalho com as crianças durante muito tempo.

Como religiosa, assumiu o nome de André e também trabalhou quase 30 anos em um hospital que atendia órfãos e idosos.

Agora cega e na cadeira de rodas, irmã André se mostra sempre ágil e ativa. Ela deixou um pequeno conselho para todos que desejam ser mais felizes: “Ama-te a ti mesmo, ao invés de te odiar”.

Covid-19 na França

 

Na França, onde vive a freira, já foram registrados mais de 3,4 milhões de casos de covid-19. Cerca de 80 mil pessoas morreram por causa do coronavírus. mortes devido ao coronavírus. No mundo, o vírus já provocou mais de 2,3 milhões de mortes.

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)