Procuremos a Deus de coração sincero

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
“Tudo quanto quereis que os outros vos façam, fazei também a eles. Nisto consiste a Lei e os Profetas” (Mateus 7,12).

A verdade é que somos aqueles que só queremos receber, nós queremos que as pessoas nos sirvam, que façam bem a nós, queremos que as coisas estejam em nossas mãos.

Somos uma geração mal acostumada, o mundo nos deixa mal acostumados; muitas vezes os pais deixam seus filhos mal acostumados porque os ensinam apenas a receber. A educação verdadeira não é receber, e sim fazer, a educação verdadeira é dar e não ter; é fazer para o outro.

Não queremos que ninguém nos faça o mal, então, não façamos o mal a ninguém, nem por sentimentos nem por pensamentos e palavras. Queremos receber, então, vamos dar amor e tudo aquilo que precisamos para os outros. E não se preocupe, não faça matemática, “Já me doei tanto para os outros, e o que recebo? Recebo ingratidão e incompreensão”. Que bênção! O que você recebe é a bênção, a graça e o amor de Deus que ensinou e está nos ensinando a sermos gratuitos àquilo que fazemos.

O coração de Deus dá para aquele que O procura de coração sincero

Se não aprendemos, é porque não estamos na escola de Jesus aprendendo a gratuidade acima de tudo. Portanto, tudo aquilo que queremos que os outros façam a nós, façamos dez vezes melhor. É nisto que consiste a Lei e os Profetas. Não é dando para receber, é dando para se doar; é dando para ser dádiva na vida dos outros.

“Pedi e vos será dado! Procurai e achareis!”. Pedi tudo ao coração de Deus, buscai tudo no coração de Deus e o coração d’Ele dá para aquele que procura de coração sincero. Ninguém que pede a Deus uma graça vai receber uma desgraça.

Porque nós que somos homens, se um filho pede um pão ou um peixe, quem é que vai dar uma pedra a ele? Pode ser que não demos aquilo que ele pediu, porque o que ele pediu não é o mais importante, porque tem algo mais importante para agora. Até o “não receber” é uma graça. Então, temos que aprender que Deus nos dá, muitas vezes, mais do que merecemos e precisamos. Só é preciso ter paciência, porque Deus não satisfaz as nossas ansiedades, mas Ele dá aquilo que é melhor para nós no Seu tempo.

Às vezes, é importante deixar Deus até nos tirar para não nos prendermos àquilo que nos tira d’Ele ou não nos faz crescer. Por isso, busquemos em Deus a resposta para aquilo que precisamos, mas saibamos ser contrariados para nos purificarmos do egoísmo, da vaidade, das ilusões, mas, sobretudo, da soberba maldita que toma conta do nosso coração.

Deus abençoe você!

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".