A verdade nos aproxima de Cristo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
“Jesus aos fariseus: ‘Eu parto e vós me procurareis, mas morrereis no vosso pecado. Para onde eu vou, vós não podeis ir’” (João 8,21).

Os fariseus religiosos estão sempre colocando obstáculos no caminho de Jesus, estão sempre se opondo, estão sempre querendo colocar Jesus em contradição. Esse não é o principal problema, é que eles fazem da religião argumento para as próprias ilusões da vida, eles transformam a religião em instrumento para coagir, para se aparecerem e se oporem à verdade.

Que religião enganosa eles vivem e, por isso, crescem na ignorância. Não é a ignorância de não conhecer, é a de não querer conhecer; não é a ignorância de não ter a verdade, é a de não querer se abrir para a verdade. A ignorância deles é de se acharem donos da verdade, é acharem que já sabem tudo e não precisam aprender. A ignorância dos fariseus é se acharem donos de Deus e da religião. A ignorância dos fariseus é se acharem mais sábios, mais conhecedores e mais religiosos que os outros. Por isso, a sentença para eles em vida é dura. “Vos morrereis no vosso pecado”.

Peçamos a Deus a graça da profunda humildade porque só por ela nos aproximamos de Jesus

Não há coisa pior do que morrermos no pecado; e Deus não quer que morramos no pecado. Saiba que o grande pecado não é aquilo que queremos na verdade apontar para o mundo, o pecado dos outros. O grande pecado é a nossa própria ignorância a respeito da verdade, o grande pecado é não acolhermos a verdade como tal. É desse pecado que Jesus está se referindo, a esse grupo religioso, que são os fariseus que praticam as obras religiosas de uma forma primaz. São os primeiros a jejuarem, a pagarem o dízimo, a ocuparem os lugares nas sinagogas, são os primeiros a fazerem e se acharem melhores que todos, mas, infelizmente, vivem na ignorância da fé, não acolhem a verdade de Jesus, transformam a religião em propriedade deles.

Que dureza! Jesus disse: “Vós morrereis nos vossos pecados, porque, se não acreditais que eu sou, morrereis nos vossos pecados”. Primeiro, peçamos a Deus a graça de abrirmos os nossos olhos porque nos achamos muito sábios e conhecedores da verdade. Peçamos a Deus a graça da profunda humildade porque só por ela nos aproximamos de Jesus e a verdade se aproxima de nós.

Peçamos a graça de ouvir a Jesus, de sermos guiados por Ele e sairmos dessa mania de querermos guiar e iluminar Jesus e dizer o que Ele tem de dizer por nós. É preciso ter a graça de saber ouvir, pois, quem não sabe ouvir morre na ignorância, morre no seu próprio pecado; e Deus não quer que morramos em nenhum dos nossos pecados.

Que Deus cure a nossa cegueira, o nosso orgulho, a nossa soberba; e que nos liberte das ilusões, inclusive, religiosas.

Deus abençoe você!

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".