Os verdadeiros discípulos escutam uns aos outros

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
“Naquele tempo, os judeus pegaram pedras para apedrejar Jesus. E ele lhes disse: ‘Por ordem do Pai, mostrei-vos muitas obras boas. Por qual delas me quereis apedrejar?’” (João 10,31-32).

Olhemos para a atitude grosseira daquele grupo de judeus que pegaram em pedras para jogar sobre Jesus. Quero acreditar que seja uma atitude que provenha da ignorância e da maldade porque aquele grupo se opôs; e o jeito de eliminar quem não concordam, quem não gostam é apedrejando.

Os tempos se passaram e os homens continuam atirando pedras uns nos outros, os tempos passaram e agora os cristãos pegam pedras para atirar nos outros cristãos. Quando não fazem com a pedra física, fazem com argumentos, falácias, palavras grosseiras, o fazem de diversas maneiras; usam os espaços para lançarem suas artilharias, os espaços nas redes sociais, onde cada um pode se esconder como pode e ali usam da artimanha de jogar pedras uns nos outros. Veja que essa atitude nunca foi e nunca será dos verdadeiros discípulos de Jesus.

Os discípulos de Jesus não atiram pedras nos outros, eles sabem primeiro escutar

Os verdadeiros discípulos de Jesus foram apedrejados como Estevão foi, morreu apedrejado, como muitos dos discípulos foram. Na história da humanidade nunca os verdadeiros discípulos de Jesus apedrejaram os outros, mas muitos morreram apedrejados, mártires, por amor a Jesus.

Hoje, precisamos realmente rever a quem seguimos, de quem somos discípulos. Os discípulos de Jesus não atiram pedras, mas as recolhem para construir pontes. Os que não seguem verdadeiramente Jesus pegam as pedras para atirarem ou para criarem muros de separação, de divisão, onde se colocam, onde se sentem melhores do que os outros ou têm que se afastarem. “Esse não pensa como eu”, “Não reza como eu”, “Não faz as obras que faço, então, tenho que me separar”.

Os discípulos de Jesus não atiram pedras nos outros, eles sabem primeiro escutar, não são de acusar, são sempre acusados, escutam e seguem o Mestre Jesus onde quer que Ele vá. O Mestre Jesus vai para a cruz, e é na cruz que se realiza e que se encontram os verdadeiros seguidores do Mestre Jesus.

Deus abençoe você!

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".