Experimentemos a vida eterna neste mundo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
“Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão que eu darei é a minha carne dada para a vida do mundo” (João 6,51).

Todas as vezes que me aproximo de Jesus, me aproximo da vida, da vida eterna, vida plena; me aproximo do Senhor da Vida. Para onde irei, se somente o Senhor tem palavras de vida eterna? Então, quando me aproximo da Palavra, me aproximo da vida que Deus trouxe a mim. Quando me aproximo da Eucaristia é a vida eterna que de mim se aproxima, é a minha vida que é mergulhada na eternidade que Deus trouxe a mim.

Para todos nós, que estamos buscando um significado para a nossa vida, o significado da vida está em Jesus. Saboreemos Jesus, permitamos a nossa vida ter o gosto de Jesus, a luz d’Ele, para que não esmoreçamos de forma alguma diante de tantos sinais de morte que caminham ao nosso lado. Jesus veio para que tenhamos vida, e quem crê n’Ele possui a vida eterna porque Ele é o Pão da Vida.

Saciar-se de Jesus é se saciar da vida e da eternidade. Alguns se enganam e acham que a vida eterna começa depois que morremos para essa vida. É verdade que já morremos para essa vida aqui na terra, quando levamos a vida em Deus, pois vamos morrendo para o que é terreno, mundano e não deixamos mais que a vida do mundo, ilusória e enganadora vá direcionando a nossa vida.

Precisamos, neste mundo terreno, saborear o que é eterno, saborear a vida eterna

À medida que nos aproximamos das coisas de Deus, à medida que saboreamos o que é d’Ele, começamos a ter gosto pelo que é eterno. Quem saboreia apenas o que é humano e terreno como se frustra, como a vida acaba se tornando um desgosto, ou seja, vai perdendo o gosto.

Tudo o que é humano vai se desgastando com o passar do tempo, mas o que é eterno jamais perde o gosto, o sabor e o sentido, pelo contrário, vão nos tornando ainda mais vivos e plenos. Por isso, precisamos, neste mundo terreno, saborear o que é eterno, saborear a vida eterna.

Se alguém diz: “Eu não sei como é a vida no Céu”, não precisamos saber. Precisamos experimentar, enquanto caminhamos em meio às coisas humanas, o sabor das coisas do Céu, mergulhar numa vida eucarística, na vida mística, dedicar-se à oração, à contemplação, à meditação. Voltar-se para as coisas de Deus é voltar-se para saborear o que é eterno.

Que a nossa vida, que está tão desgastada diante das nossas obrigações e responsabilidades da vida cotidiana, não perca jamais o sabor que é do Céu, porque, Jesus, o Pão da Vida, o Pão do Céu, está no meio de nós.

Deus abençoe você!

Por: Canção Nova

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".