Gotas de sabedoria para um “Mês com Maria”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
O Cardeal Angelo Comastri, Vigário emérito do Papa para a Cidade do Vaticano, reflete, em 31 vídeo-meditações, uma para cada dia de maio, sobre as raízes da devoção à Virgem, entre casos e histórias de conversão

O Cardeal Angelo Comastri aceitou, de bom grado, o convite da Telepace – canal de televisão católico – para fazer, durante este mês de maio, um ciclo de breves vídeos diários, intitulado “Um mês com Maria”, com o objetivo de colher, na sua intimidade, o amor dos fiéis e da Igreja pela Mãe de Cristo. Os 31 episódios serão transmitidos, todos os dias deste mês mariano, através de vários canais: na Web e redes sociais do Vatican News, na parte da tarde.

Ouça e compartilhe!

Um percurso inesperado

“Vou narrar uma série de conversões e milagres nos quais se toca com a mão a presença de Nossa Senhora”, afirma o Cardeal Comastri, que, através dos vários vídeos, traça um percurso inesperado, no qual qualquer pessoa se pode reconhecer facilmente. Isto acontece porque a habilidade da comunicação se entrelaça com a força de uma narração que, muitas vezes, questiona as experiências únicas de fé de personagens como Ungaretti, Carducci, Papini, Napoleão Bonaparte, entre outros.

Nossa Senhora é uma escolha de Deus

“O mês de maio é uma oportunidade que deve ser levada a sério”, acrescenta o Cardeal Angelo Comastri ao falar sobre este ciclo, que nasce dentro da sua capelinha particular, na sua residência vaticana. “Nossa Senhora – explica o Cardeal – é uma escolha de Deus. Por isso, coloquemo-nos também nós ao seu lado para impelir o mundo em direção ao Senhor. Eis o poder da oração, que Nossa Senhora nos recorda, em Lourdes e Fátima. Em cada uma das suas aparições ela sempre pediu para rezar pela conversão do mundo”.

Pedidos do mundo inteiro

Esta nova iniciativa mariana, neste mês de maio, pode ser acrescentada à oração do terço que o Cardeal começou a transmitir em vídeo, ao vivo, da Basílica de São Pedro, desde o último dia 17 de abril, como ele mesmo explica: “Trata-se de um retorno devido aos muitos pedidos vindos de fora, de numerosas pessoas e também de diversas nações”. De fato, são numerosas as cartas de gratidão que o purpurado recebe continuamente: muitas narram testemunhos de pessoas que voltaram à fé, graças a esta oração, transmitida graças à colaboração dos vários meios de comunicação católicos.

Serei sacerdote até o fim

Apesar de ter, recentemente, renunciado a todos os seus encargos no Vaticano, “por ter se aposentado”, as atividades do Cardeal Angelo Comastri não param. Ele mesmo faz questão de explicar que “um sacerdote, como todo cristão, nunca se aposenta. Mudam os tempos, os métodos e instrumentos de apostolado, mas, para mim, estou feliz em dizer que serei sacerdote até meu último respiro”.

Por outro lado, até Madre Teresa de Calcutá incentivou sempre o Cardeal Angelo Comastri a desfrutar das suas qualidades de comunicador. De fato, ele lembra que “Madre Teresa sempre me dizia: “O Senhor deu-lhe o dom da palavra simples, clara, acessível a todos; por isso, deve colocá-la à disposição de todos”. Nunca me esqueço que, certa vez, apontando o dedo para mim, me disse: “Se não fizer assim, o senhor terá que assumir uma grande responsabilidade!” Por isso procuro colocar à disposição esta capacidade que o Senhor me deu, para levar as pessoas a Ele. Eis o meu objetivo!”.

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".