Vivamos o nosso apostolado em nome de Jesus

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
“Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim. Se vós me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai” (João 14,6-7).

Hoje, celebramos a festa de dois apóstolos, dois seguidores de Jesus: Filipe e Tiago Menor, porque há outro Tiago também discípulo de Jesus. Filipe é aquele que se aproxima de Jesus para pedir que Ele mostre o Pai, mostre a todos o Pai, porque ele queria conhecê-Lo. É para Filipe que Jesus responde: “Quem me vê, vê o Pai”.

Não pensemos que estamos caminhando na direção errada, pois o caminho que nos conduz ao coração do Pai tem nome, e chama-se Jesus. A verdade que o Pai tem para nos dar, a verdade eterna do Pai chama-se Jesus. A vida que o Pai nos dá, a vida eterna que nos salva, chama-se Jesus. Por isso, quem quer ver o Pai como Filipe está clamando, precisa ver Jesus, encontrar-se com Ele.

Só quem leva a vida em nome de Jesus é capaz de morrer também por amor a Ele

Os discípulos que celebramos hoje foram os primeiros convidados a gozar da comunhão com o Pai na pessoa de Jesus. Assim como eles, nós, muitas vezes, também andamos com Jesus, mas sem ter a consciência, sem acordar para essa verdade: o Pai está no meio de nós, o Pai está nos amando, está cuidando e nos conduzindo pela estrada do Seu coração.

O Pai nos conduz pelas mãos e pelo coração de Jesus, e por isso precisamos permanecer n’Ele para que o amor de Deus esteja em nós. Precisamos ser apóstolos no nome de Jesus, precisamos empreender e levar o nome d’Ele aos corações, porque não há salvação para o mundo em que estamos, para as nossas casas, para as nossas famílias nem para a nossa própria vida, a não ser no nome de Jesus. Proclamemos, mais do que nunca, o santo e poderoso nome de Jesus.

Tanto Filipe como Tiago, os dois apóstolos que celebramos hoje, morreram dando a vida em nome de Jesus, testemunhando o amor que receberam. Foi esse amor que inflamou o coração deles. Ainda que, no primeiro momento, estivessem tímidos e não tivessem consciência, uma vez que se embriagaram do Espírito, uma vez que foram testemunhas da Ressurreição e foram tomados pela Palavra de Jesus, não hesitaram de proclamar, anunciar e levar a vida em nome de Jesus.

Só quem leva a vida em nome de Jesus é capaz de morrer também por amor a Ele. Que a nossa vida, o nosso apostolado seja realizado no poderoso nome de Jesus. Com Ele queremos viver, com Jesus e por Ele queremos também morrer.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".