Paulo Gustavo: aquele que nos fez rir agora nos faz chorar

Ator e humorista - um dos mais queridos do Brasil - faleceu em decorrência da Covid-19
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O Brasil inteiro chora a morte do ator e humorista Paulo Gustavo, de 42 anos. Ele faleceu em decorrência da Covid-19 na noite de terça-feira, 4 de maio de 2021, no Rio de Janeiro.

Paulo Gustavo estava no hospital desde o dia 13 de março. Nos últimos dias, vinha apresentando melhoras no quadro de saúde, mas na noite de domingo, 2 de maio, sofreu uma embolia pulmonar e a situação se agravou.

A carreira de Paulo Gustavo

Paulo Gustavo se tornou um dos atores mais populares e queridos do Brasil. Ele ficou famoso ao representar, no teatro e na TV, cenas cotidianas da família brasileira. Tudo com muito humor e irreverência. Um de seus personagens mais queridos, a Dona Hermínia, não é biográfica. Mas o humorista confessou que foi inspirado em sua própria mãe, Dona Déa.

A mãe superprotetora dos palcos ganhou o cinema e foi sucesso de bilheteria. Os três filmes de “Minha mãe é uma peça” venderam mais de 26 milhões de ingressos em sete anos.

Além do enorme sucesso de Dona Hermínia, o ator também se destacou nos filmes “Minha vida em Marte” (2018) e “Os homens são de Marte… e é para lá que eu vou” (2014).

Devoto de Santa Dulce dos Pobres

Paulo Gustavo era devoto de Santa Dulce dos Pobres, a primeira santa nascida no Brasil. Irmã Dulce foi canonizada pelo Papa Francisco em outubro de 2019.

Pouca gente sabe, mas o ator ajudava financeiramente as obras assistenciais de Irmã Dulce na Bahia. Segundo fontes católicas, ele chegou a doar R$ 1,5 milhão para as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID). Parte dos recursos foi para a construção de uma ala específica para abrigar pacientes em tratamento contra o câncer.

A mãe dele, Dona Déa, também é devota de Santa Dulce. Durante o tempo em que o filho ficou no hospital, ela publicou nas redes sociais um pedido de intercessão à santa pela cura do ator e pelo fim da pandemia.

Repercussão da morte de Paulo Gustavo

Nas redes sociais, fãs, amigos, artistas e religiosos lamentaram a morte de Paulo Gustavo. O Padre Reginaldo Manzotti, por exemplo, publicou: “Peço a Deus que envolva e conforte o coração da família e amigos neste momento de profunda dor. Seu legado na vida e na profissão estará sempre vivo em nossas memórias. Descanse em paz e que a luz perpétua o ilumine. Meus sentimentos e minhas preces à toda a família.”

Já o Padre Fábio de Melo escreveu uma mensagem de apoio à mãe do humorista. Além disso, postou: “Paulo, meu querido, foi a primeira vez que você nos fez chorar.”

Ainda nas redes sociais, muita gente polemizou sobre a vida de Paulo Gustavo. Diante dessa atitute, sugerimos a seguinte reflexão:

“Deus amou de tal modo o mundo que entregou o seu Filho único, para que todo o que nele crer não se perca, mas tenha a vida eterna. Não foi para condenar o mundo que Deus lhe enviou o seu Filho, mas sim para que o mundo fosse salvo por ele” (Jo 3,16).

Descanse em paz, Paulo Gustavo!

Aleteia

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".