Libertemos o nosso coração das atitudes do mundo

“Ora, a vida eterna é esta: que eles te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e àquele que tu enviaste, Jesus Cristo” (João 17,3).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A vida eterna que Deus nos deu é essa. Precisamos tomar posse da vida eterna, conhecer o Deus único e verdadeiro e levar a vida em nome de Jesus.

Jesus nos dá acesso ao Pai, Jesus nos dá acesso ao coração do Pai, Ele resgata para nós aquilo que é a nossa dignidade primeira, quando fomos criados à imagem e semelhança de Deus.

A oração de Jesus não é primeiro pelo mundo, mas por aqueles que estão n’Ele, são Seus discípulos e Seus seguidores. Porque, no mundo, os discípulos de Jesus, nós todos, enfrentamos muitos desafios e tribulações e, às vezes, arrefecemos, desanimamos, paramos nas dificuldades, olhamos para as tribulações e as colocamos acima da graça.

É hora de abrirmos os olhos, de acordarmos para a verdade. No mundo, enfrentamos as tribulações, as dificuldades, tantas situações obscuras, mas não podemos parar nessas realidades.

O Senhor está rogando por nós, está pedindo por nós enquanto caminhamos no mundo

O que podemos e precisamos é, acima de tudo, permanecermos firmes na graça. O Senhor está rogando por nós, está pedindo por nós enquanto caminhamos no mundo. O mundo é muito confuso! E quando a confusão dele entra em nós, também nos tornamos pessoas confusas.

O mundo tem as suas falsidades, suas ideologias, suas mentiras, seus enganos e ilusões, e estamos os absorvendo, estamos comprando, estamos realmente trazendo o mundo para dentro de nós. Quando trazemos o mundo para dentro de nós, ficamos também pessoas confusas e divididas. Precisamos ficar no mundo porque vivemos neste mundo, ainda não tomamos posse da eternidade, ainda que a eternidade de Deus esteja em nós pelos Sacramentos e pelo amor que Ele tem por nós.

Não podemos tirar os pés da realidade: o coração em Deus, mas os pés estão no chão, olhando o mundo do jeito que ele é.

A primeira atitude do discípulo é se purificar das atitudes mundanas, do comportamento mundano, da mentalidade mundana, do nosso linguajar mundano. Estamos no mundo para transformá-lo e não para sermos transformados por ele. É preciso dizer que, muitas vezes, a mentalidade mundana toma conta do nosso mundo pessoal e familiar.

A mentalidade mundana é mesquinha, egoísta, individualista, é o “Cada um por si e Deus por todos”. Precisamos rejeitar e exorcizar esse pensamento mundano que toma conta da nossa mentalidade. Precisamos orar como Jesus orou, orar para sermos preservados e sermos cada vez mais livres da mentalidade desse mundo, orar para sermos preservados do mal e permanecermos firmes no Senhor.

Que o Espírito esteja em nós, dando-nos a graça da fidelidade do Evangelho.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".