O Terço de hoje em Nagasaki destruída pela bomba atômica

A maratona de orações pelo fim da pandemia faz uma parada no Japão, em Nagasaki, a cidade devastada pela bomba nuclear em 9 de agosto de 1945. A intenção de hoje é pelos agentes sócio-assistenciais
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Trinta Santuários, representativos de todo o mundo, conduzem a recitação do Terço todos os dias durante o mês de maio em uma maratona de oração com o tema: “De toda a Igreja subia incessantemente a oração a Deus”, para invocar o fim da pandemia e a retomada das atividades sociais e de trabalho. Hoje dia 21 de maio, a oração do Terço será no Santuário de Nossa Senhora de Nagasaki, no Japão, com intenção especial pelos agentes sócio-assistenciais. A oração terá início às 13 horas, horário de Brasília, e pode ser acompanhada pelas redes sociais e no site do Vatican News.

Ouça e compartilhe!

Bomba Atômica

Neste Santuário a devoção mariana está tristemente ligada ao dia 9 de agosto de 1945. Naquele dia, de fato, entre os muitos massacres e devastações, a bomba atômica destruiu completamente a Catedral de Urakami, que foi então reconstruída em 1959. O que resta da igreja original, concluída em 1925 quando era o maior local de culto católico no leste da Ásia, está atualmente preservado no Parque da Paz.

A imagem de Nossa Senhora

Na época da bomba, a Catedral tinha uma estátua de Maria, inspirada na pintura dedicada à Imaculada Conceição pelo pintor espanhol Murillo (1618-1682), que se perdeu na explosão. No final da guerra, um monge trapista, Padre Kaemon Noguchi, encontrou a cabeça e a trouxe de volta para Nagasaki apenas anos mais tarde, no 30º aniversário do bombardeio. Desde então, a estátua está em exposição dentro do novo prédio que repete o estilo neo-gótico francês original. A Catedral de Urakami é também conhecida como a Catedral da Imaculada Conceição ou Catedral de Santa Maria.

Em 24 de novembro de 2019, durante sua visita a Nagaski, o Papa Francisco apontou precisamente a estátua redescoberta da Virgem como um símbolo do “horror indescritível sofrido na própria carne pelas vítimas da bomba e suas famílias”.

Jane Nogara – Vatican News

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".