Precisamos ser curados pelo amor de Deus

“Pela terceira vez, perguntou a Pedro: ‘Simão, filho de João, tu me amas?’ Pedro ficou triste, porque Jesus perguntou três vezes se ele o amava” (João 21,17).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Jesus, antes de subir aos Céus, nos diversos encontros que teve com Seus discípulos, com Seus apóstolos, aqueles que O seguiam de perto, Ele os quis confirmar no amor, na fé, na esperança, porque foi tudo isso que o Mestre semeou em seus corações enquanto esteve neste mundo presente.

É verdade que o medo e a covardia fazem tudo dispersar. Recebemos tantas coisas de Deus, mas quando não cuidamos do que recebemos, quando não cultivamos o que de Deus está em nós, perdemos, deixamos dispersar, porque nós também nos afastamos, também vamos para longe e renegamos aquilo que nós mesmos um dia confessamos.

Confessamos nosso amor a Deus, mas diante das tribulações e dos fracassos arrefecemos porque temos uma visão totalmente ingênua da fé, de acreditar que porque estamos em Deus, em tudo que realizarmos seremos bem sucedidos e vitoriosos.

É preciso que o amor de Deus cure-nos, pois o amor d’Ele que cura fortalece-nos na fé, no testemunho e no anúncio

Em Deus somos mais que vencedores, a nossa vitória é Ele, a nossa vitória é eterna, mas passamos por frustações, por decepções no mundo; e os apóstolos não estavam preparados ou não se prepararam, não quiseram se preparar, não quiseram se abrir para as decepções ou não quiseram enfrentar as tribulações, por isso estavam todos com esse espírito ainda depressivo diante de Jesus, o Ressuscitado.

O Senhor passou 40 dias cuidando do coração dos Seus, assim como Ele está no meio de nós cuidando do nosso coração atribulado e aflito por tudo que passamos e vivemos.

Pedro, aquele que jurava amor eterno, negou o Senhor três vezes. Não importa que O tenhamos negado, o que precisamos é ser curados pelo amor. É por isso que Jesus pergunta: “Pedro, tu me amas”, e ele responde: “Senhor, tu sabes que eu te amo”. Mas quando Jesus perguntou pela terceira vez, Pedro ficou triste. “Neguei o Senhor três vezes”. Jesus não estava “jogando na cara” de Pedro, pelo contrário, Ele estava curando o coração de Pedro tão ferido pelas suas próprias fraquezas, pela dubiedade que ele teve.

É preciso que o amor de Deus cure-nos, pois o amor d’Ele que cura fortalece-nos na fé, no testemunho e no anúncio. É esse amor que nos coloca de pé. Por isso, assim como Jesus curou o coração de Pedro, confirmou tudo que a ele, um dia, tinha dado – a graça de apascentar as suas ovelhas e seus cordeiros -, Deus quer nos confirmar nos dons, na unção, na graça, no amor e no perdão.

Permitamo-nos ser curados por Jesus, porque Ele quer realizar uma obra nova em nossa vida.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".