Terço da terça-feira no Santuário de Ta’ Pinu em Malta

A maratona de oração pelo fim da pandemia faz uma parada no Santuário Nacional Maltês de Nossa Senhora Ta' Pinu. Nesta ilha, depois de um naufrágio, o Apóstolo Paulo ficou por três meses rezando e semeando o Evangelho. A oração do Terço terá intenção especial pelos professores, estudantes e educadores
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Trinta Santuários, representativos de todo o mundo, conduzem a recitação do Terço todos os dias durante o mês de maio em uma maratona de oração com o tema: “De toda a Igreja subia incessantemente a oração a Deus”, para invocar o fim da pandemia e a retomada das atividades sociais e de trabalho. Hoje dia 25 de maio, a oração do Terço será no Santuário de Nossa Senhora Ta’ Pinu, em Malta, com intenção especial pelos professores, estudantes e educadores. A oração terá início às 13 horas, horário de Brasília, e pode ser acompanhada pelas redes sociais e no site do Vatican News.

Ouça e compartilhe!

Cristianismo histórico em Malta

Historicamente, Malta lembra as origens do cristianismo, precisamente pelo naufrágio relatado nos Atos dos Apóstolos, de São Paulo. O Apóstolo dos Gentios ficou ali por três meses, rezando, pregando e jogando as sementes de uma evangelização que deu muitos frutos. Hoje a maratona de orações promovida pelo Papa para invocar o fim da pandemia está fazendo parada nesta ilha do Mediterrâneo, que nos últimos meses tem sido uma triste encruzilhada das viagens de esperança de muitos migrantes provenientes da África e do Oriente Médio.

O Santuário

O Santuário Nacional de Nossa Senhora de Ta’ Pinu é uma basílica construída com pedra local, em estilo romano-bizantino, localizada no centro da pequena ilha de Gozo. Aqui há uma pequena igreja construída no ano 500. Em 1575, por causa de suas más condições, decidiram demoli-la, mas a pessoa encarregada da demolição quebrou o braço na primeira martelada. O episódio foi considerado prodigioso e encorajou a preservação da construção. Em 1619, a igreja foi restaurada por um nobre, Pinu Gauci, que encarregou o italiano Amedeo Perugino de pintar o quadro dedicado a Maria Assunta, ainda hoje venerado pelos fiéis e peregrinos. O nome real do Santuário Ta’ Pinu, significa “de Pino”, que é o financiador da restauração.

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".