A fé nos ajuda a enxergar a graça de Deus

“Então, Jesus lhe perguntou: ‘Que queres que eu te faça?’ O cego respondeu: ‘Mestre, que eu veja!’” (Marcos 10,51).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O cego de Bartimeu, filho de Timeu, que era não só cego, era mendigo e estava sempre à beira do caminho, ouviu Jesus passando. E, quando ouviu Jesus passando, gritou com todo o ardor do seu coração: “Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim!”.

Ele podia ser cego e mendigo, mas tinha a visão da graça, porque mesmo sem seus olhos verem como os nossos – fisicamente falando – ele enxergou pela sensibilidade que era Jesus que estava ali. Mas mais do que isso, ele enxergou quem era Jesus.

Porque não basta ver a pessoa, nós temos que assumir qual é a identidade da pessoa. Ele sabia que Jesus era o Messias, seja por ser o Filho de Davi, como ele mesmo clamou, seja por clamar pela misericórdia, porque só quem pode nos dar a sua misericórdia é Deus. Então, ele foi ousado na fé, ele desafiou sua própria cegueira física.

A nós, que parecemos enxergar tão bem, nós, muitas vezes, deixamos de enxergar a graça, deixamos de enxergar Jesus passando no meio de nós. Deixamos de enxergar a graça de Deus entre nós para enxergarmos somente as desgraças do mundo.

Precisamos da graça, precisamos realmente nos submeter à luz de Jesus, nos tempos todos que estamos vivendo

Não podemos ter olhos vedados, andar como cegos e indiferentes. As tribulações do mundo são muitas, os desafios que passamos, no tempo presente, são cruéis, não podemos fechar os olhos para a realidade jamais.

Não podemos perder os olhos da fé, não podemos perder os olhos da graça, não podemos deixar de enxergar Jesus no meio de nós. E, assim como esse cego, gritar: “Jesus, Filho de Davi, tem piedade de nós”. Tende piedade dessa humanidade que está padecendo, está envolta numa cegueira sem igual. E, quando a pessoa está cega e não cuida de enxergar, como é possível de sobressair-se nesse mundo, nós começamos a atropelar uns aos outros. Você imagina, cego guiando outro cego e quantas realidades. Estamos indo para o buraco, estamos caindo mesmo, porque estamos sendo cegos guiando outros cegos.

Precisamos da luz, precisamos da graça, precisamos realmente nos submeter à luz de Jesus, nos tempos todos que estamos vivendo e enfrentando. Peçamos a graça de enxergar o que não enxergamos.

Tem muita coisa que não enxergamos, a começar por enxergar nós mesmos, de escutar aquele velho ditado: “Se enxerga”. Reveja o que está dentro de você, o que tem nessa cabeça, nesse coração. Para termos em nós a mentalidade de Jesus, é preciso permitir que Ele abra os nossos olhos.

“Vá, meu filho. A tua fé te curou”. Que a fé nos cure, nos levante e nos ajude a enxergar o que não enxergamos.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".