A origem da palavra “católico” e o primeiro santo que usou esse termo

A palavra que ele usou marcou a História para sempre
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A origem da palavra “católico”: há muitos que a desconhecem – inclusive entre os católicos!

Em 17 de outubro, a Igreja Católica celebra a festa litúrgica de Santo Inácio de Antioquia, bispo e mártir dos primeiros tempos do cristianismo. E foi justamente ele o primeiro santo que aplicou esse adjetivo à Igreja que Jesus Cristo fundou.

Qual é a origem da palavra “católico”?

O termo “católico” vem do grego e quer dizer “referente à totalidade”, “geral”, “universal”. E é assim que Cristo pediu que a Igreja fosse, quando ordenou: “Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura” (cf. Mc 16,15).

De fato, a frase de Santo Inácio de Antioquia em que aparece o termo “católica” deixa claro o vínculo entre a natureza da Igreja e essa missão que Jesus confiou a ela:

“Onde está Jesus Cristo, ali está a Igreja Católica”.

Este, no fim das contas, é o significado profundo da Igreja Católica: ser presença universal de Jesus.

Polêmicas sobre o termo “católico”

No entanto, existem pessoas que “acusam” a Igreja Católica de ser um “desvio histórico” em relação ao primeiro grupo de cristãos. Esses acusadores dizem, por exemplo, que foi o imperador Constantino quem criou a Igreja Católica no século IV, e não Jesus Cristo.

Mas Santo Inácio já se referia à Igreja como “Católica” pelo menos duzentos anos antes de Constantino. Inácio, de fato, foi bispo de Antioquia entre os anos 70 e 107 d.C., ainda entre os séculos I e II. Aliás, ele foi o terceiro bispo daquela cidade, sendo que o próprio São Pedro tinha sido o primeiro. E não é só: Inácio foi discípulo de São Paulo e de São João Evangelista. Por isso, é um dos santos que têm o título de “Padre Apostólico”.

Santo Inácio sofreu o martírio em Roma: foi devorado pelas feras. A caminho da Cidade Eterna, ele orientava as comunidades cristãs das diversas cidades a preservarem a união com Cristo. Ele afirmava, em especial, que fazia parte da sua missão zelar pela unidade da Igreja universal – ou seja, da Igreja Católica.

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".