Submetamo-nos à autoridade de Jesus

“Com que autoridade fazes essas coisas? Quem te deu autoridade para fazer isso?” (Marcos 11,28).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Jesus e Seus discípulos estão de novo em Jerusalém, e foi andando no templo que os sumos sacerdotes, os mestres da Lei, os anciãos, os grandes, os principais responsáveis pela religião judaica aproximaram-se de Jesus para questioná-Lo, para interrogá-Lo, para saber de onde vinha a autoridade d’Ele.

E que autoridade tinha Jesus? Autoridade sobre os espíritos impuros, sobre o maligno; a autoridade evangélica, a autoridade de curar, de abençoar e libertar. A autoridade do amor, do testemunho, a autoridade que faltava para muitos líderes religiosos, muitos deles corrompidos pelo amor ao dinheiro, pelos seus próprios interesses, muitos deles perdidos. E Jesus dava a graça de o povo se reencontrar com Deus pelo Seu poder e pela Sua autoridade. Os chefes tinham a autoridade do autoritarismo, mas a autoridade moral só quem nos dá é quem tem uma vida de testemunho, alguém que tem vivência, intimidade com Deus, que tem humildade para submeter-se a Ele.

Se quisermos conhecer a verdade, precisamos submetermo-nos à autoridade de Jesus, porque a autoridade d’Ele vem de Deus

Por isso estavam questionando de onde vinha a autoridade de Jesus. Ele, na Sua humildade e simplicidade, respondeu a pergunta deles com outra pergunta: “O batismo de João vinha dos homens ou do céu?”. O povo tinha grande amor e estima por João e pelos religiosos; e os chefes religiosos sabiam que não podiam responder de qualquer jeito ou dar qualquer resposta, porque se respondessem que vinha dos homens, seriam desacreditados, mais do que já eram pelo povo. Mas se respondessem que vinha de Deus, por que eles não seguiam? Já que era de Deus, por que não seguiam o que João orientou, formou e falou? Eles preferiram responder: “Não sabemos de onde vem”.

“Se vocês não sabem de onde vem a autoridade de João Batista, também não posso vos dizer de onde vem a minha autoridade. Porque, na verdade, se vocês querem me conhecer, procure a verdade” (cf. Marcos 11,33). A verdade não está na curiosidade ou na ironia com que eles queriam tratar a realidade.

Se quisermos conhecer a verdade, precisamos submetermo-nos à autoridade de Jesus, porque a autoridade d’Ele vem de Deus. A autoridade que Deus dá a Jesus é a mesma autoridade que Deus quer dar a nós também para que vivamos uma vida coerente, testemunhando o amor d’Ele que está em nós.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".