Papa na Eslováquia: sensível a quem mais sofre, afirma presidente dos bispos

A satisfação e a alegria pela confirmação do Pontífice à Eslováquia veio através da presidente do país, Zuzana Čaputová, e também pelo presidente da Conferência Episcopal, dom Stanislav Zvolenský - através da divulgação de um vídeo ainda neste domingo (4): "uma mensagem de sensibilidade por aqueles que sofrem, que estão à margem da sociedade, os mais necessitados, tanto na esfera material como espiritual".
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Ouça a reportagem e compartilhe

O Papa Francisco já havia aceitado o convite de visitar a Eslováquia feito pela presidente do país, Zuzana Čaputová, no início de dezembro de 2020 quando esteve em audiência oficial no Vaticano. Um deslocamento internacional que, porém, dependia do progresso da pandemia e também da sua saúde. A confirmação da viagem veio neste domingo (4), pelo próprio Pontífice, ao final da oração do Angelus.

Em comunicado oficial à imprensa, logo após o anúncio do Papa, a presidente disse estar muito feliz com a notícia, relembrando o encontro com Francisco no Vaticano:

“Quando o encontrei em dezembro, no Vaticano, me disse o quanto a Eslováquia é querida por ele. As suas palavras são confirmadas pelo fato de que pretende permanecer mais tempo na Eslováquia. Acredito que a presença do Papa Francisco será uma mensagem de reconciliação e de esperança para todos nós nos momentos difíceis que estamos vivendo”.

A etapa na Eslováquia

A visita apostólica à Eslováquia será a segunda etapa da viagem do Papa que vai começar no dia 12 de setembro deste ano pela Hungria, quando participa da missa de encerramento do 52º Congresso Eucarístico Internacional. No mesmo dia ele sai de Budapeste e parte para Brátislava, “a duas horas de carro”, como já antecipou o Papa. Até o dia 15 de setembro, Francisco ainda visita as cidades de Présov, Koesice e Šaštin. O programa oficial da viagem será divulgado oportunamente.

Uma visita para um fortalecimento espiritual

Essa viagem do Papa à Eslováquia representa “uma mensagem de sensibilidade por aqueles que sofrem, que estão à margem da sociedade, os mais necessitados, tanto na esfera material como espiritual”, comentou o presidente da Conferência Episcopal do país, dom Stanislav Zvolenský, através de uma mensagem em vídeo divulgada ainda neste domingo (4), no site oficial do episcopado. O arcebispo acrescentou que a notícia compartilha a alegria relacionada com “a Solenidade dos nossos santos Cirilo e Metódio, anunciadores da fé. Foram eles que nos ensinaram o respeito pelo Papa e, agora, poderemos acolher novamente o sucessor do Apóstolo Pedro na Eslováquia, recebê-lo entre nós”.

O presidente dos bispos já convidou todos os eslovacos a “se prepararem internamente para poder escutar bem a mensagem do Papa Francisco” e “a sua grande preocupação pelo bem da família, a sua grande sensibilidade às necessidades dos jovens”. Ao finalizar, dom Stanislav acrescentou: “podemos esperar um grande fortalecimento espiritual”.

Andressa Collet – Vatican News

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".