Sejamos no mundo a presença amorosa de Deus

“Vendo Jesus as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam cansadas e abatidas, como ovelhas que não têm pastor” (Mateus 9,36).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Olhamos para as multidões de ontem que estava, de fato, cansadas e abatidas com todos os sofrimentos da vida, abatidas com todas as situações que não se resolviam no coração de tantos, as multidões abatidas com a pobreza, com os desgastes da vida. Mas olhemos também para as multidões de hoje, olhemos como vivem muitos dos nossos irmãos e irmãs.

Quantas vezes o nosso povo está sofrido, cansado e abatido. Não é questão de pena, é compaixão, é sentimento evangélico, é sentimento do coração de Deus. O pastor olha para as suas ovelhas cansadas e abatidas para cuidar delas, para ter compaixão de cada uma delas. É verdade que a messe é cada vez maior, é verdade que as multidões crescem em todo canto, em todo lugar, e nós precisamos cuidar, precisamos cuidar levando Jesus, levando a Palavra de Jesus, levando o amor de Jesus, mas não deixando de cuidar das realidades humanas, materiais, realidades físicas, cuidar do sofrimento do nosso povo.

Sejamos presença amorosa de Deus; e não sejamos, por favor, evangelizadores alienados

Tem jovens sofrendo, crianças sofrendo, têm pessoas passando por misérias profundas nesta vida. Não deixemos ninguém perecer pela fome, pela falta de cuidado, pela falta do alimento. Onde o nosso coração alcançar, que nós estejamos lá para ser a presença amorosa de Deus, para nos compadecermos de pais de família que querem trabalhar e não têm emprego.

Sejamos alento, cuidado, presença amorosa de Deus; e não sejamos, por favor, evangelizadores alienados, achando que a única fome que existe no mundo é a fome da Palavra de Deus. Sim! A humanidade perece por fome e sede da Palavra de Deus, mas a humanidade perece por carências materiais, emocionais, psíquicas e espirituais.

Sejamos bom pastor, olhemos a realidade de cada um, de cada sofrimento, de cada dor; olhemos aquele que está mudo e surdo, como no Evangelho de hoje, mas olhemos aquele que está padecendo no coração com suas emoções; olhemos quem está padecendo por causa da depressão, por causa de tantas dores no coração. Sejamos uma presença amorosa de Deus!

Olhemos, meus irmãos, aqueles que estão padecendo ao longo do caminho pela falta do pão de cada dia, pela falta do amor e da misericórdia. Olhemos aqueles que estão perecendo por falta de remédios, de cuidados básicos com a saúde. A messe é grande; e os dramas humanos são maiores ainda.

Não vamos mudar o mundo porque nem Jesus mudou, mas Ele cuidou do mundo que estava ao Seu alcance; Ele deu àqueles que vieram a Ele tudo o que podia dar, como deu a própria vida. Não vamos mudar o mundo, mas o mundo que estiver ao nosso alcance, podemos dar o melhor de nós, podemos ser uma presença amorosa de Deus, podemos sair mais de nós para ir ao encontro do outro. Podemos, com a graça de Deus, expulsar os demônios que têm atormentado tanto a nossa a vida e a vida dos nossos. Precisamos ser no mundo a presença amorosa de Deus.

Deus abençoe você!

 

Padre Roger Araújo

 

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".