Francisco agradece pelas muitas mensagens e orações

Em sua conta no Twitter, o Papa Francisco agradece a todos aqueles que expressaram proximidade durante sua internação no Hospital Gemelli, em Roma. Saudações de líderes religiosos, chefes de Estado e de Governo, religiosos e fiéis de todo o mundo.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

“Fiquei tocado pelas tantas mensagens e pelo afeto recebido nestes dias. Agradeço a todos pela proximidade e oração”, é a mensagem de agradecimento do Papa Francisco em um tuíte.

São muitas as saudações e votos de pronto restabelecimento recebidos, como de Sua Santidade Karekin II, Patriarca Supremo e Catholicos de todos os Armênios, que na terça-feira, dirigindo-se ao seu “amado irmão em Cristo”, assegurou: “Rezemos ao Senhor Celestial que te guarde e te proteja na sua misericórdia, que te conceda longevidade e muitos anos fecundos de pontificado”.

Também vários chefes de Estado e de Governo quiseram demostrar proximidade, como o presidente da República da China (Taiwan), Tsai Ing-Wen, que enviou mensagem na segunda-feira, 5. No mesmo dia, o presidente do Estado da Palestina e do Comitê executivo da OLP, Mahmoud Abbas, de Ramallah, havia escrito: “Rezemos todos juntos a Deus, para que Ele vos dê saúde para continuar em seus esforços pela criação da paz e do amor entre os povos”.

Na terça-feira, 6, foi a vez do presidente da República da Turquia, Recep Tayyip Erdoğan – que ao “apresentar, também em nome da nação”, “os melhores votos de uma rápida recuperação”, aproveitou a “oportunidade para renovar os mais sinceros votos de saúde e bem-estar a Sua Santidade e ao mundo católico “- e do presidente da República de Chipre, Nicos Anastasiades, que “nestas horas de provação pessoal” faz votos de uma “rápida recuperação”, rezando “com fervor para que Nosso Senhor Jesus Cristo possa garantir a Vossa Santidade saúde e força. Eu, meu governo e o povo de Chipre esperamos sua rápida e completa recuperação”, concluiu.

Ao lado deles, também o presidente da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, que em seu nome, em nome “do povo e do Governo”, formula votos “por uma plena e rápida recuperação da cirurgia”. Já as palavras de Rául Castro Ruz no mesmo dia da operação, ou seja, no domingo, 4: “Os povos precisam de sua sabedoria e autoridade moral mais do que nunca”.

“Apoio na oração” vem do presidente da República da Polônia, Andrzej Duda, confiante “que Sua Santidade em breve retomará seus compromissos, para continuar a guiar a Igreja Católica e a Santa Sé e apoiar com amor toda a comunidade mundial e esperança, quem tem grande necessidade” do seu “conforto espiritual nestes tempos difíceis”.

Também há muitos bispos que que garantem suas orações, como aqueles do Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM) e também cardeais, como o cardeal John Atcherley Dew, arcebispo de Wellington e presidente da Conferência Episcopal da Nova Zelândia, que faz saber que “cada católico da Nova Zelândia colocará o Papa Francisco em suas orações”, regozijando-se em “saber que o Santo Padre enfrentou satisfatoriamente a intervenção e está se recuperando” prontamente.

Por fim, o rabino Arthur Schneider, presidente e fundador da Fundação “Appeal of conscience”,enviou uma mensagem na terça-feira na qual faz votos que o Pontífice “com renovada força” possa “continuar a abraçar toda a humanidade com o amor e a compaixão” que o distinguem.

Vatican News

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

finados3
banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".