Que o Reino de Deus seja a nossa maior riqueza

“Em verdade vos digo, dificilmente um rico entrará no reino dos Céus” (Mateus 19,23).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Quando ouvimos essa sentença de Jesus, parece que há uma condenação d’Ele para os ricos. Não é verdade! Aqui não é uma condenação, é uma advertência, assim como há uma advertência para os pecadores, para os hipócritas, como há uma advertência para tudo na vida. Quando encontramos uma placa de advertência nas estradas da vida, é para nos alertar que, por este caminho, não chegaremos onde é a nossa meta.

Então, quando encontramos uma placa de advertência no caminho do Reino dos Céus, é porque a Palavra está apontando, é porque Jesus está nos direcionando que não é por ali que nós devemos andar. Então, o rico entrará no Reino dos Céus, desde que a sua maior riqueza não sejam os seus bens materiais, mas sim o Reino de Deus.

E por que dificilmente um rico consegue viver isso? “Porque onde está o seu tesouro, lá está também o seu coração”. (Mateus 6,21) Por isso, dificilmente uma pessoa que coloca o seu coração nos bens e nas riquezas deste mundo, no dinheiro que o mundo oferece, nos prazeres e nas facilidades deste mundo, dificilmente este coração estará atraído e tomado pelo gosto das coisas do Céu. Não é que Deus está excluindo, é que cada um faz a sua escolha de vida.

O rico entrará no Reino dos Céus desde que a sua maior riqueza seja o Reino de Deus

Para ser rico tem que saber administrar suas riquezas, mas a grande riqueza, a grande sabedoria é saber administrar o próprio coração. E é onde nós, muitas vezes, nos perdemos, porque nos iludimos; as riquezas iludem e tomam conta do coração, seja a riqueza possuída, seja a riqueza que a pessoa deseja possuir. Ela desconcerta, deslumbra e direciona o coração humano.

Por isso, para Deus nada é impossível. O que é impossível para os homens, é possível para Deus. O que nós precisamos fazer é permitir que Ele direcione o nosso coração, é dar ao Espírito Santo a chave para que administre a nossa vida, para que não percamos a visão do sobrenatural em meio a todas as realidades temporais que nós administramos nesta vida.

Cuidado, porque as riquezas iludem e os bens enganam! Você coloca um pequeno bem material na mão de uma criança, ela fica deslumbrada com aquilo, ela não consegue mais nem se concentrar em outra coisa. Você coloca um smartphone na mão de uma criança por 20 minutos ou meia hora, o coração dela se concentra naquilo. Nem na missa uma criança hoje consegue ficar! É o exemplo dos adultos que, na missa, não conseguem rezar porque têm muita coisa para cuidar.

Ora, se você só cuida das suas coisas temporais, da sua vida neste mundo, como é que você vai administrar a sua vida futura? E eu sei que muitas pessoas acham que pensar no futuro é ter uma poupança, é ter o dinheiro reservado. Mas onde iremos, na outra vida, se não guardamos, se não poupamos, se não investimos na eternidade?

Onde estiver o seu tesouro, ali estará o seu coração. Que o Reino dos Céus seja o maior tesouro da sua vida!

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

 

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner
INFORMATIVO
banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".