Tiremos do nosso coração toda hipocrisia e injustiça

“Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós sois como sepulcros caiados: por fora parecem belos, mas por dentro estão cheios de ossos de mortos e de toda podridão!” (Mateus 23,27).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Sabe, meus irmãos, não há coisa mais dura para a alma e para o coração do que estarmos cheios de hipocrisia e de injustiça. Não é a placa religiosa que salva, não é a placa religiosa ou o estatuto religioso que nos põe próximos de Deus. Não é o fato de ser padre, pastor, bispo… Não é o fato de ser leigo, consagrado, membro do apostolado da oração, ministro da Eucaristia. Não é o fato de sermos católicos, evangélicos, cristãos. É claro que são os meios, é o caminho que Deus nos deu para estarmos próximos d’Ele. Não vamos relativizar as coisas, não vamos colocar tudo e dizer: “O que importa é que preciso ir para a Igreja”.

Não! Eu preciso ir, eu preciso ser autêntico na minha vivência religiosa. Eu preciso ser um bom padre, ser um padre autêntico, ser um cristão autêntico. Preciso ser um católico autêntico. Você precisa ser um ministro autêntico naquilo que você vive. Não posso colocar a minha cruz como se ela fosse o meu elo de salvação e querer aparecer porque eu carrego uma cruz, porque estou com a tala religiosa no pescoço. Não posso achar que porque sou da denominação tal, do grupo tal, do apostolado esse ou aquele, que é isso que me salva. É eu colocar em prática aquilo que aprendi e aquilo que ensino.

A religião que suporta a hipocrisia não é a religião do coração de Deus

Muitas vezes, estamos cheios de falas, de convicções, de pregações para fora. Somos pessoas moralistas, exigentes com os outros, mas que dureza aquele que conhece os corações, aquele que perscruta as nossas almas e nos mostra que o nosso interior está cheio de hipocrisia e de injustiça.

A hipocrisia é não vivermos o que falamos, é sermos contraditórios, falarmos uma coisa e vivermos outra, mas, sobretudo, sermos injustos, porque a injustiça é uma das maiores maldades.

Praticamos o mal ao outro quando somos injustos e falamos mal do outro. Falamos bem de Deus, mas quando saímos da frente dos outros somos pessoas dissimuladas, falamos uma coisa aqui, outra ali, não falamos na frente o que falamos por trás; agimos de uma forma diferente quando estamos nessa ou naquela situação. Enfim, a hipocrisia não cabe na religião ou a religião que suporta a hipocrisia não é a religião do coração de Deus.

Portanto, se Jesus chamava no Seu tempo a atenção dos mestres na Lei e dos fariseus hipócritas, que não sejamos os mestres da Lei e os fariseus hipócritas, aqueles que falam muito de Deus, pregam Deus para lá e para cá, mas não vivem a vontade d’Ele. Que Deus nos corrija!

Deus abençoe você!

 

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner
INFORMATIVO
banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".