Esta é a oração que Zélia Martin rezava todas as manhãs com as filhas

Zélia e Luís Martin, pais de Santa Teresinha do Menino Jesus, guiaram sua família no caminho da fé
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Quando o dia começava ou a noite caía, a família Martin se reunia para rezar. Os momentos de meditação eram uma oportunidade para unirem-se à oração da Igreja através da Liturgia das Horas ou para ouvir a Palavra de Deus.

Uma estátua da Virgem Maria, que ficava no cantinho de oração dos Martins, era particularmente decorada durante o mês de Maria. Era lá que acontecia a oração familiar. Todas as manhãs, Zélia repetia com as filhas uma prece muito simples, mas significativa:

Meu Deus, eu te dou meu coração; aceita-o. Rogo-te que nenhuma criatura, senão tu, meu bom Jesus, o possua.

Quando Zélia adoeceu, o dia a dia da família virou de cabeça para baixo. As crianças passavam o dia com uma pessoa querida, Madame Leriche. Porém, os pequenos não abandonaram o hábito de oração. Eles até ficam tristes por não poderem rezar com a mãe, Zélia Martin.

Despertar para a santidade

Na autobiografia História de uma alma, Santa Teresinha do Menino Jesus relata este episódio:

“Um dia, não tivemos tempo de fazer nossas orações antes de partir […] muito timidamente [Céline] falou para Madame Leriche, que nos respondeu: ‘Pois é, minhas filhinhas, vocês vão fazer’. E aí, nos colocando em uma sala grande, ela saiu… Então Céline olhou para mim e falamos: ‘Ah! não é como se mamãe [estivesse junto] … ela sempre nos fazia rezar!’”

Marie, a irmã mais velha, também diz que a transmissão da fé à família era algo precioso no casal Zélia e Luís Martin:

“Muitas vezes, nossos pais nos lembravam das coisas da eternidade.”

Com ou sem fórmulas, o casal Martin comunicava diariamente às filhas que Deus os amava e que também eles poderiam amá-lo.

Aleteia

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner
INFORMATIVO
banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".