Nossas enfermidades nos aproximam do Senhor

“Ao pôr do sol, todos os que tinham doentes atingidos por diversos males, os levaram a Jesus. Jesus punha as mãos em cada um deles e os curava” (Lucas 4,40).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A começar pela sogra de Simão Pedro, onde Jesus vai se fazer presente para levantá-la do estado de opressão em que vivia a alma e o coração dela, deixando-a, inclusive, febril. Jesus vai ao encontro dela para curá-la; e, inclinando-se sobre ela, Ele mesmo ameaçou a febre. A febre a deixou e ela se levantou para servir ao Senhor.

Assim como ela, tantos outros doentes e enfermos, pessoas acometidas por diversos males eram levadas a Jesus. Precisamos levar nossas doenças, nossas enfermidades, nossos doentes e nossos enfermos à presença de Jesus. Precisamos orar pela nossa saúde, assim como precisamos cuidar da nossa saúde.

Deus não nos quer doentes; nem doença alguma é vontade de Deus. É claro que, há diversos fatores de ordem psicológica, emocional e espiritual; há diversos fatores que, fisicamente, nos deixam frágeis na vida, mas uma certeza precisamos ter: Deus está com todo doente e com todo enfermo para abençoá-lo, cuidá-lo, para se fazer presente na sua enfermidade.

A doença e a enfermidade são uma oportunidade para o encontro com Deus

Nenhum enfermo pode sentir-se jamais sozinho e abandonado, precisamos, cada vez mais, levar os nossos enfermos para a presença de Jesus; e trazê-Lo para os nossos irmãos que sofrem qualquer doença ou enfermidade.

A doença e a enfermidade são uma oportunidade para o encontro com Deus, aquele encontro que transforma a alma, o coração e, inclusive, dá sentido ao nosso sofrimento. Nenhum sofrimento em Deus é sem sentido, todo sofrimento em Deus, vivido em Deus, é redentor, salvador e purificador para a própria alma e para o próprio coração. Deus não nos quer curados somente fisicamente, Deus nos quer plenamente restaurados. Por isso, toda enfermidade é uma ocasião para a cura da alma e do coração, quando levamos a Jesus a nossa situação, quando realmente permitimos ser tocados, quando permitimos que a nossa vida seja revista, quando permitimos que o nosso interior seja renovado pela presença de Jesus.

Por isso, supliquemos a Jesus pela nossa saúde, supliquemos a Ele pelos que estão doentes, enfermos e pelos que estão sofrendo. Vivamos nossas debilidades, nossas fragilidades na presença do Senhor, porque Ele cuida de nós.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

 

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner
INFORMATIVO
banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".