As 10 regras da paciência

"A paciência é a única maneira de se viver em paz neste mundo", afirma o cardeal Bo, que vive num país com perseguição religiosa
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

As 10 regras da paciência: esta foi a instigante proposta de reflexão e meditação apresentada pelo cardeal Charles Maung Bo, arcebispo de Yangon e presidente da Conferência dos Bispos Católicos de Myanmar, antiga Birmânia.

Não custa lembrar que o país está submetido a um regime fortemente autoritário e registra frequentes episódios de perseguição religiosa.

O cardeal está participando em Budapeste, na Hungria, do 52º Congresso Eucarístico Internacional. Durante a sua fala nesta quarta-feira, 8 de setembro, ele introduziu o tema a partir da definição que Deus dá de Si mesmo como “um Deus de paciência e compaixão”, conforme se observa no episódio em que Ele entraga a Moisés as tábuas dos Dez Mandamentos.

As 10 regras da paciência

  1. Tenha paciência com você mesmo

“Sim, existem dias de ansiedade. Sempre existem problemas que vêm de fora, mas Victor Frankl ensinou algo sábio: mesmo nos momentos mais escuros você pode controlar o seu sofrimento, dependendo do seu jeito de ver o mundo (…) Tenha paciência, seja positivo. Quando testarem a sua paciência, seja positivo (…) Jesus diz: ‘por isso vos digo, não vos preocupeis com a vossa vida’”.

  1. Recarregue suas energias com paciência e silêncio

“A vida é um longo percurso. A sabedoria nos ensina que, sem dor, não há ganhos (…) A paciência nos torna fortes mentalmente e o silêncio nos torna fortes emocionalmente”.

  1. Exerça o controle da sua vida mediante a paciência

“Reze com o salmista (Sl 130, 5-6): ‘Espero no Senhor; a minha alma espera na sua palavra; a minh’alma está à espera do Senhor mais do que a sentinela à espera da aurora’”.

  1. Preserve a paz nos encontros com 10 segundos de paciência

“Todas as nossas relações humanas sofrem o impacto das nossas reações. As pessoas irritadas e ansiosas atacam os outros quando se sentem machucadas, causando depressão e desastre na própria vida. Tudo de que se precisa, como dizem os psicólogos, é de dez segundos de paciência: não explodir, não reagir imediatamente”.

  1. Observe que vida não é “fast food

“A vida floresce com a paciência. Deus levou seis dias para nos criar. A criação não foi feita como ‘fast food‘ [lanches rápidos]. É uma plantinha tenra, nutrida por Deus (…) As coisas têm que se desenvolver da sua própria forma e no seu próprio tempo. Isso nos dá paz”.

  1. Entenda que amor, esperança e fé se nutrem de paciência

O careal citou o leigo copta ortodoxo egípcio Adel Bestavros: “A paciência para com os outros é amor; a paciência para consigo mesmo é esperança; e a paciência para com Deus é fé”. E acrescentou: “A nossa vida espiritual mais profunda se nutre apenas de paciência. São Paulo diz: ‘Três coisas durarão para sempre: a fé, a esperança e o amor, e a maior de todas é o amor’ (1 Cor 13, 13). E só durarão com a paciência”.

  1. Pratique a fé sendo paciente

“O tempo de Deus nem sempre é o nosso tempo. Eu rezo e peço a Deus o que quero e quero agora, mas o Salmo 40, 1 diz: ‘Esperei pacientemente no Senhor e Ele se inclinou a mim e ouviu o meu clamor’ (…) O Senhor nos ensina que a paciência nos dá os melhores frutos”.

  1. Atraia as pessoas sendo paciente

“Se você é uma pessoa paciente, as pessoas vão querer se relacionar mais com você do que com quem explode quando fica nervoso (…) As pessoas querem falar com quem é paciente com os seus erros, especialmente quando estão tentando aprender. Ser paciente é escolher entender em vez de ficar com raiva”.

  1. Mantenha a família unida com a cola da paciência

“O Papa Francisco nos alerta com frequência: a impaciência destrói as famílias de hoje (…) São Paulo nos aconselha: ‘Sejam humildes e amáveis, sejam pacientes, tolerando-se uns aos outros no amor. Esforcem-se para manter a unidade do Espírito por meio da paz’ (Ef 4, 2-3)”.

  1. Aumenta radicalmente a sua capacidade de sucesso mediante a paciência

“A paciência nos ajuda a superar a frustração, que poderia nos levar a desistir; nos ajuda a pensar mais positivamente e a tomar decisões melhores; também nos ajuda a construir a nossa reputação”.

Além das 10 regras da paciência, o cardeal Bo ainda propôs um conselho adicional:

“A paciência é a única maneira de se viver em paz neste mundo. A história nos mostra que os líderes impetuosos, impulsivos e impacientes levaram o mundo a desastres. A paciência tem o poder de alcançar a paz quando o líder tem o poder da paciência (…) Jesus enfrentou dois poderes arrogantes: Herodes e Pilatos, que se transformaram em notas no rodapé da história. Já o serviço humilde, amável e paciente de Jesus se transformou na luz que guia a história da humanidade”.

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

banner
INFORMATIVO
banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".