O demônio quer tirar a Palavra de Deus do nosso coração

“E o que caiu em terra boa são aqueles que, ouvindo com um coração bom e generoso, conservam a Palavra, e dão fruto na perseverança” (Lucas 8,15).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Que bênção estarmos vivendo o mês da Bíblia, mas a verdade é que todos os dias têm que ser para nós dias da Palavra de Deus, porque ela é semeada todos os dias em nosso coração.

Jesus, o grande semeador do Pai, semeia no meio de nós Sua Palavra e Sua Palavra é vida, é transformação e renovação. É a Sua Palavra que realiza o homem novo e a mulher nova. Se nós não estamos transformados ou estamos nos transformando a cada dia é porque nos falta ter esse coração bom e generoso, que conserve a Palavra de Deus com perseverança.

Se o coração é bom, ele acolhe; se ele é generoso, acolhe com intensidade, e digo mais, se ele conserva a Palavra, se ele guarda a Palavra, se ele luta para permanecer na Palavra, ele dá fruto de perseverança na Palavra de Deus.

Não posso negar que o que dá sentido ao meu ministério, à minha vocação sacerdotal, à minha própria vocação cristã é a Palavra de Deus, é nela que encontro sentido, sabor. E olha que não produzo os frutos que ainda preciso produzir, olha que preciso ser mais intenso, mais dedicado, mas não posso negar os frutos que colho na minha própria vida pessoal, por causa da Palavra de Deus. Sei que muitos até escutam a Palavra, como estou escutando agora, até meditam, mas infelizmente deixam que a palavra se disperse.

Quando chega a provação e a tentação, o coração pega outros rumos

Como Jesus está nos mostrando na parábola de hoje, que não é simplesmente a parábola do semeador mas a palavra da semente da Palavra de Deus, essa semente é lançada, mas deixamos, muitas vezes, o demônio roubar. Porque o que o demônio quer é tirar a Palavra de Deus do nosso coração, ele vem pela distração, ele vem porque somos pessoas desatentas, distraídas, não somos pessoas que, muitas vezes, dão o valor que a Palavra tem, outras vezes até recebemos a palavra com muita alegria, mas não temos uma raiz profunda. Somos, muitas vezes, superficiais e acolhemos a Palavra de Deus com superficialidade, acreditamos, vibramos com a Palavra quando ela é proclamada: “Olha, que beleza! Essa Palavra é para mim”, mas quando chega a provação e a tentação, o coração pega outros rumos, cede à tentação, à provocação, em vez de dar ouvido à Palavra de Deus que caiu no seu coração. Então, aquela palavra morre quando deixo de ouvi-la para ouvir a tentação, porque não tenho raiz profunda no meu coração.

Outras sementes, ou a Palavra, caem no coração que é espinhoso. Ouve, acolhe a Palavra de Deus, mas é tão sufocado com as preocupações da vida, com as paixões, os prazeres e as riquezas da vida que o coração se foca nessas coisas e a Palavra é sufocada pelas preocupações e tensões da vida.

Peçamos realmente para termos um coração bom e generoso, que conserve fielmente a Palavra de Deus, para n’Ele produzirmos os melhores frutos.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

 

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural: