O que existe depois da morte? A mensagem de esperança de Santa Teresinha

Quando lemos as últimas declarações de Teresinha em seu leito de morte, percebemos que ela desejava dar o passo para a vida eterna com alegria e fé
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

“Não morro, entro na vida”

Afrase de Santa Teresinha do Menino Jesus numa das suas últimas cartas exprime a fé que a motivou durante a sua longa e dolorosa doença.

A jovem carmelita de 24 anos, a santa da “Pequena via”, sofreu com a tuberculose durante semanas.

Palavras de Santa Teresionha no final de sua vida

Suas duas irmãs, Madre Inês (Paulina ) e Irmã Genoveva (Celina), ao atuarem como cuidadoras e enfermeiras de Santa Teresinha, tomaram nota de todas as palavras da moribunda.

Neste pequeno trecho extraído dos últimos encontros entre elas, a fé de Santa Teresinha aparece em todo o seu esplendor: ela sabe que, depois da sua morte, estará ainda mais próxima de todas as pessoas que conheceu e amou.

“O abade disse-me: ‘Terás de fazer um grande sacrifício quando deixares as tuas irmãs …’ Respondi: ‘Mas, padre, acho que não as deixarei; pelo contrário, estarei ainda mais perto delas depois de minha morte’”.

Confiança em Deus

O relato dos seus últimos dias revela também o seu abandono total na confiança e no amor, culminando com esta última palavra proferida no dia da sua morte, 30 de setembro de 1897, ao olhar para o seu crucifixo:

“Meu Deus … eu te amo!”

Apaixonada por Deus e heróica, sua mensagem é cheia de realismo, esperança e alegria.

Aleteia

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

finados3
banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".