O discípulo de Jesus busca sempre a humildade

“Mas, entre vós, não deve ser assim: quem quiser ser grande seja vosso servo; e quem quiser ser o primeiro seja o escravo de todos” (Marcos 10,43-44).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Os discípulos de Jesus estavam discutindo entre eles quem era o maior, quem era o mais importante, quem é que teria a cadeira cativa ao lado de Jesus, quando Ele viesse em Sua glória. Os filhos de Zebedeu, Tiago e João, demonstram que querem levar vantagem sobre os outros.

Jesus responde, primeiro a eles, nem que sim nem que não se vai ter um lugar à sua direita ou à sua esquerda. Isso não é importante para o Mestre, Jesus quer saber se eles estão dispostos a segui-Lo naquilo que Ele tem para dar e viver, que é beber o cálice da amargura, do sofrimento e ser batizado no batismo que Ele vai ser batizado, que é o batismo da cruz. Agora sentar-se à sua direita, à sua esquerda, é o que menos importa; e só cabe ao Pai que preparou uma morada para cada um de nós no Reino eterno.

O discípulo de Jesus não busca os primeiros lugares, não busca, de forma alguma, ser mais importante ou mais relevante

Para conquistar esse lugar, essa casa, essa moradia, precisamos aprender a sermos discípulos de Jesus, e aprendermos com Ele porque o Filho do Homem, o Mestre Jesus, não veio para ser servido, e sim para servir e dar a sua vida como resgate para muitos. Então, a primeira coisa: se quero seguir Jesus, não posso querer ser servido, mas preciso me tornar um servidor dos outros. Quanta insatisfação nos corações humanos, no meu, no seu coração…

Quando não estamos satisfeitos com o lugar que ocupamos, com o espaço que nós temos, com a valorização que não nos dão, quantos sentimentos de inferioridade, quanto complexo de fracasso que nós criamos na alma, porque nos levamos pelo sentimento de grandeza do mundo em que nós estamos!

O seguidor de Jesus, o discípulo de Jesus não busca os primeiros lugares, não busca, de forma alguma, ser mais importante ou mais relevante. O discípulo de Jesus busca a cadeira da humildade, aquela que é de servir os outros e, muitas vezes, ser humilhado por aquilo que faz. Jesus, o servo sofredor, se humilhou para poder servir.

Você sabe que lavar os pés é um serviço de escravos, e, por isso, Ele lavou os nossos pés para que nós também lavemos os pés uns dos outros. É por falta de nos humilharmos e descermos para o nosso lugar humilde que nós, muitas vezes, não resgatamos a graça de Deus em nós e onde nós estamos. Numa casa, numa discussão vence quem humilha o outro, quem fala mais alto, quem grita; e o vencido é aquele que não convence. No Reino de Deus, não! Pois vence aquele que sabe ser humilde. Não é concordar com o erro, dizer que está tudo certo; é não querer ter a razão, é não querer ser o mais importante, é não querer ser o dono da verdade, mas é saber, sabiamente e humildemente, servir, porque é onde Deus mora e habita: no coração humilde que se humilha diante da Sua presença para servir seu irmão e suas irmãs. O sentido do seguimento de Jesus é o serviço e não sermos servidos.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

 

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

finados3
banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".