Permitamos que o fogo do Espírito Santo inflame em nós

“Eu vim para lançar fogo sobre a terra, e como gostaria que já estivesse aceso!” (Lucas 12,49)
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O Sagrado Coração de Jesus é um coração em chamas acesas, o fogo do coração de Jesus veio para incendiar toda a face da Terra. Essa Terra que foi consumida pelo pecado e pelo desamor precisa urgentemente do fogo do amor do Senhor, e é por isso que Jesus está afirmando: “Estou ansioso para que se cumpra esse batismo”, (o batismo no fogo).

É muito interessante notarmos que o fogo é uma figura do Espírito Santo, assim como a água é uma figura do Espírito Santo. E vamos pensar que são dois elementos contraditórios porque a água vem para apagar o fogo? Não! Pois aqui, no sentido espiritual e teológico daquilo que o Senhor nos apresenta, tanto a água do Espírito em nós, a água que nos lava, nos purifica e que nos renova é ação do Espírito que nos transforma como uma água renovadora, como a água que faz nova todas as coisas. Mas a ação do Espírito é fogo que inflama, que incendeia, é fogo que realmente cria labaredas de amor incendiando o nosso coração acima de tudo. Recebemos o fogo da graça, é isso que o batismo nos concedeu. Não podemos deixar que essa chama esteja apagada, sem fulgor e sem vigor.

Fogo do Espírito Santo em toda a face da Terra para inflamar os nossos corações e vivenciarmos o amor divino

O anseio do coração de Jesus é lançar fogo sobre toda a Terra. E como Ele deseja que esse fogo esteja aceso em nós! Primeiro, é o fogo do amor. Você sabe que o amor, em primeiro lugar, não une, o amor divide. Mas como assim o amor divide? Sim! O amor separa aquilo que é desamor do que é amor; o amor separa aquilo que é ódio, o amor separa aquilo que é rancor, ressentimento, mágoa, e é por isso que o fogo vai queimando e dilacerando.

Veja, o fogo da graça nos inflama para amar mas, ao mesmo tempo, o fogo da graça incendeia em nós os vícios, o fogo da graça incendeia dentro de nós tudo aquilo que o ressentimento, o rancor, a mágoa, o ódio, a inveja e as vaidades acenderam em nós. Somente o fogo da graça para apagar o fogo do pecado, a chama do pecado que se acendeu em nosso coração.

Esse é um anseio de Jesus e, às vezes, você pergunta quando Ele diz: “Olha, vocês pensam que eu vim trazer a paz?…” Não! Aqui Ele não veio trazer o sossego da acomodação, do “está tudo bem”, do conformismo, do comodismo. De forma alguma! Cuidado com a falsa paz que se chama “acomodação”, ela é terrível, ela nos mantém naquele estado de inércia, ela nos mantém naquele estado onde ficamos numa passividade, “está tudo bem”, quando não está tudo bem; quando precisamos agir, tomar iniciativa, quando, na verdade, precisamos quebrar dentro de nós aquilo que está nos fazendo mal.

Então, é por isso que o Senhor realmente veio trazer guerra, Ele veio trazer a divisão, porque Ele veio para queimar e destruir aquilo que de verdade destrói o amor de Deus em nosso coração.

Fogo do Espírito em nossos corações, fogo do Espírito em nossos lares e em nossas casas. Fogo do Espírito Santo em toda a face da Terra para inflamar os nossos corações e vivenciarmos o amor divino.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

 

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural: