Sejamos vigilantes com a nossa vida a cada dia

“Como aconteceu nos dias de Noé, assim também acontecerá nos dias do Filho do Homem” (Lucas 17,26).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A pergunta que precisamos fazer é o que aconteceu nos dias de Noé. Se você se recorda, o Livro do Gênesis nos faz aquela narrativa onde Noé construía a arca; ele, seus filhos, suas noras, seus parentes, sua família, e o resto levava a vida. Muitos até zombavam de Noé, desprezavam-no e não estavam nem aí para ele, ou seja, faziam pouco-caso.

Nos tempos em que nós vivemos, não podemos fazer pouco-caso do Reino de Deus, da arca de Deus, que é a Igreja, porque, na hora em que nós menos esperarmos, seremos levados. O dilúvio levou os homens do tempo de Noé, tantas outras coisas levam a vida humana para perto de Deus ou para longe d’Ele, conforme estamos nos preparando ou não.

Perderemos o Reino do Céu se não soubermos ser vigilantes e cuidadosos com a nossa vida a cada dia

No tempo de Noé, eles comiam, bebiam, davam-se em casamento e todos pereceram. A mesma coisa aconteceu nos dias de Ló, mas o que precisamos ter consciência e ciência é de que não importa o dia nem a hora, se estou preparado, se estou vigilante, estou cuidando de mim, estou cuidando da minha espiritualidade, cuidando da vivência do mandamento do amor, cuidando da minha saúde, cuidando da minha família; se estou em dia com todos, não estou devendo a ninguém (e não é só dever dinheiro, até amor que nós devemos uns aos outros). Enfim, temos que estar sempre com a vida arrumada e ajustada, porque se você for deixar para arrumar a sua casa e o seu coração quando você souber que vai morrer, que Deus vai levá-lo ou que a vida acabou, desculpa, você vai ficar para trás, porque com Deus não dá para improvisar.

Sei que vivemos a cultura do improviso. Você arranja, você arruma em cima da hora, e é sempre aquela correria. Na hora de viajar, de resolver um negócio, tem que sair correndo, é aquele desespero. Essa é a cultura do desmazelo que deixa a nossa vida, de fato, desmazelada, descuidada ou sendo vivenciada de qualquer jeito. Perderemos o Reino do Céu se não soubermos ser vigilantes e cuidadosos com a nossa vida a cada dia.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

 

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural: