Que o Advento traga muitas graças para o nosso coração

“Portanto, ficai atentos e orai a todo momento, a fim de terdes força para escapar de tudo o que deve acontecer e para ficardes em pé diante do Filho do Homem” (Lucas 21,36).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Jesus virá ao nosso encontro. Ele já veio na sua primeira vinda, na fragilidade de uma criança. Vivenciando a espiritualidade do Advento que começamos hoje, entramos na expectativa da vinda do Senhor, mas essa expectativa não pode ser uma ilusória, porque muitos acham que o tempo do Advento é para nos prepararmos para as festas do Natal, e geralmente a pessoa entende festa de Natal como aquela ceia em que ela prepara as comidas. Mas sei que, muitas vezes, isso até desvia o sentido da vinda do Senhor.

O tempo do Advento é para nos preparar, é para nos advertir, para cuidar de nós, porque o Senhor veio, e quando Ele veio pela primeira vez, muitos não O reconheceram. E Ele continua vindo, e muitos ainda não O reconhecem. Não podemos cair na insensatez de, quando o Senhor vier em definitivo, nós ficarmos de fora, porque não O reconhecemos no tempo presente.

O que precisamos para esse Advento é recheá-lo de oração, precisamos de mais momentos oracionais

A Liturgia do Advento é uma liturgia de preparar corações, preparar almas para esperar o Senhor, para viver na expectativa do Senhor que há de chegar. Sei que, movidos pela mentalidade mundana, que é a mentalidade do consumismo, a começar pelas nossas crianças e de nós adultos também, nós focamos o Natal numa festa material, onde tudo que é importante está voltado para as coisas materiais: os presentes, as bebidas, as comidas, a ceia… Mas Jesus, quando nasceu e veio a primeira vez, não tinha nada disso, o único presente era Ele.

Deus quer ser presente em nossa vida, e precisamos nos preparar, a cada dia, para estar na presença d’Ele. Não é nada contra o que se tem no Natal, mas, ao mesmo tempo, é uma advertência para que não nos deixemos iludir, não nos deixemos enganar nem perder o foco e a direção. Precisamos preparar o coração para viver na expectativa, na feliz expectativa, na ansiosa e bendita expectativa do Senhor que vem.

O elemento fundamental é aquilo que a Palavra está nos norteando: “Ficai atentos e orai a todo momento”. O que nós precisamos para esse Advento é recheá-lo de oração, precisamos de mais momentos orantes, de oração pessoal, oração em família, oração na igreja. Não há meio mais adequado e mais propício, porque somos muito ocupados com os nossos trabalhos, mas precisamos nortear a nossa vida pela força e pelo poder da oração, para não nos perdermos até com as nossas obrigações.

Que o tempo do Advento seja um tempo de muita graça, para que o nosso coração se abra pela força da oração, para esperar o Senhor que vem.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

 

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural: