Por que São Floriano é padroeiro dos bombeiros?

O soldado romano está associado a muitos milagres e lendas que incluem a extinção de incêndios
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Por muitos séculos, os bombeiros de todo o mundo têm invocado a ajuda sobrenatural de São Floriano, patrono dos bombeiros. Na verdade, em alguns países o Dia dos Bombeiros é comemorado anualmente em 4 de maio, dia da festa de São Floriano.

Mas como a história desse santo se associou ao trabalho dos bombeiros?

São Floriano foi um soldado romano no século III que supostamente estava encarregado de um grupo especial de soldados destinados a combater incêndios. Esse fato é difícil de ser confirmado, mas o que parece mais plausível é que ele foi associado a um milagre específico. De acordo com o livro Sacred and Legendary Art, do século 19, o milagre envolvia uma ação rápida para apagar as chamas que ameaçavam uma cidade:

“Ele era natural de Enns, na Baixa Áustria, e fez muitos milagres: entre outros, diz-se que ele extinguiu um incêndio jogando um jarro cheio de água sobre as chamas.”

Além disso, de acordo com o livro Notes and Queries, do início do século 20, Floriano também foi associado a um milagre semelhante:

“Sua ligação com a supressão e prevenção de incêndios não é muito clara, mas é sabe-se que em uma ocasião um [homem] caiu em um fogo e foi salvo invocando o santo. Este incidente é o tema de uma das quinze pinturas com que está decorada a igreja da abadia de São Floriano.”

Existe até uma ladainha especial a São Floriano que invoca sua intercessão contra os fogos.

Quaisquer que tenham sido as origens exatas dessa associação, ao longo da Idade Média e até os dias de hoje, São Floriano tem sido invocado pelos bombeiros em tempos de necessidade e dizem que muitos milagres acontecem por sua intercessão.

Aleteia

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural: