Edifiquemos a nossa casa sobre a rocha

“Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos Céus, mas o que põe em prática a vontade de meu Pai que está nos céus” (Mateus 7,21).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Nem todos que falam do Senhor têm o Espírito do Senhor, nem todos aqueles que proclamam o nome de Jesus, que gritam o nome d’Ele, exclamam o Seu nome, nem todos aqueles que falam de Deus significa que têm o Espírito de Deus. Reconhecemos uma obra, se ela é divina ou de Deus, pelos frutos que ela dá, e não pelas palavras, porque essas, muitas vezes, são palavras que vão ao vento. Algumas pessoas querem até impressionar com seus discursos políticos, nos seus discursos aqui e acolá, nas suas falas, e em tudo invocam o nome de Deus, mas as obras não testemunham aquilo de que estão falando.

Olhemos para a nossa própria vida, pois nós, que muitas vezes invocamos o nome do Senhor, que clamamos pelo nome d’Ele, não significa que estamos n’Ele, porque nos aproximamos de Deus não é pela Palavra, mas pelo coração, e a boca precisa exclamar aquilo que ela tem dentro do coração. Muitas vezes, a boca pronuncia o nome do Senhor, mas o coração está cheio de maldades, de ações diabólicas, perversas, mentirosas e enganosas. Por isso não basta somente ouvir as Palavras do Senhor, é a isso que Jesus está se referindo: “Quem ouve as minhas palavras e as põe em prática, é como um homem que edificou sua casa sobre a rocha”. 

Deus não quer que a sua casa, que a sua família, que a nossa vida despenque

Uma casa para estar bem construída precisa estar bem alicerçada. Da casa mais simples a maior das mansões deste mundo, se ela não for bem alicerçada, quando vem os ventos, quando caem as chuvas, quando as enchentes vêm… Estamos vendo tantas vezes, em situações de calamidades, casas caindo, moradias sendo arrastadas, porque não estão bem alicerçadas, mas olhamos, muitas vezes, a nossa própria vida ruindo, caindo, e aí a expressão: “A casa caiu”. Quando é que a nossa casa cai? Quando ela rui? Quando não estamos alicerçados em Deus.

Muitas vezes, as pessoas estão desanimadas, estão perdendo o sentido da vida, o gosto pelo viver. Muitas vezes, estamos vendo casamentos sendo destruídos, famílias sendo arrasadas, a própria vida humana perdendo o sentido e a direção, e perguntamos: “Onde estamos alicerçando a nossa vida?”.

Não descuidemos do alicerce da casa, não descuidemos do alicerce da família, não descuidemos do alicerce da nossa própria vida. É preciso alimentar-se, todos os dias, da Palavra do Senhor, mas é preciso, todos os dias, revisar a própria vida à luz da Palavra do Senhor. Alguém pode vir dizer: “Eu ia para a missa todos os domingos”,  “Eu rezava”, “Eu medito a Bíblia”, mas como estamos colocando em prática? Para bênção permanecer em você, na sua casa, na sua família, não basta ter uma Bíblia aberta, não basta fazermos orações de vez em quando, é preciso vir purificando, renovando, lapidando, orientando a vida e nos convertendo a partir da Palavra.

A Palavra não é apenas para ser lida ou ouvida, mas a Palavra de Deus é para ser vivida, vivenciada e praticada, aí estaremos realmente edificando sobre a rocha a nossa casa. Durante a vida, são muitas as chuvas, as enchentes, os ventos que dão contra a nossa própria vida, contra a nossa própria casa. Quem está forte no Senhor, Deus sustenta, o seu sustento é Deus, mas quem edifica a sua casa sobre a areia, ela rui, e Deus não quer que a sua casa, que a sua família, que a sua vida despenque. Por isso, alicercemos a vida em praticar a Palavra de Deus, porque é assim que entramos no Reino dos Céus.

Deus abençoe você!

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural: