Por que o Advento tem 4 domingos?

O número quatro tem um significado especial e está relacionado à preparação do mundo para o nascimento de Jesus
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

OAdvento é uma época única no calendário litúrgico. Não depende de um certo número de dias antes do Natal, mas apenas do número de domingos. Mais especificamente, o Advento é contado pelos quatro domingos que precedem a Solenidade da Natividade de Jesus Cristo, em 25 de dezembro.

O simbolismo dos quatro domingos

O Advento na Igreja Católica tem uma longa história. O primeiro tempo litúrgico de preparação para o Natal foi o jejum do Advento, marcando 40 dias antes da celebração do nascimento de Cristo.

No entanto, o jejum logo foi relaxado no Ocidente e substituído por cinco domingos de preparação. Isso durou apenas alguns séculos. Depois, a medida foi alterada pelos atuais quatro domingos do Advento. Acredita-se que foi o Papa São Gregório VII que fixou o tempo do Advento em quatro domingos.

Dom Prosper Guéranger, um historiador litúrgico do século XIX, resumiu:

“Em primeiro lugar, há o número dos dias do Advento. Quarenta foi o número originalmente adotado pela Igreja e ainda é mantido na liturgia ambrosiana e na Igreja oriental. Se, posteriormente, a Igreja de Roma e as que se seguem à sua liturgia mudaram o número de dias, a mesma ideia ainda se expressa nas quatro semanas.”

Número ligado à preparação

Assim, os quatro domingos devem nos lembrar os 40 dias que Jesus passou no deserto, número bíblico com profundo simbolismo, que quase sempre está associado à preparação.

Além disso, Guéranger também conecta os quatro domingos com uma tradição católica acerca a criação do mundo, que teria ocorrido há 4.000 anos:

O novo nascimento de nosso Redentor ocorre depois de quatro semanas, já que o primeiro nascimento aconteceu depois de quatro mil anos, de acordo com a cronologia hebraica e da Vulgata“.

O número quatro na Bíblia

Enquanto os cientistas continuam a debater a data exata da criação do mundo, o principal simbolismo do número quatro permanece entre os fiéis. Por exemplo, uma corrente de estudiosos acredita que, no quarto dia, Deus finalizou a criação material, pois no quinto e no sexto dias, ele dedicou-se ao “mobiliário” e ao povoamento do mundo.

O número quatro também está conectado à criação quando se fala sobre os quatro cantos do mundo, as quatro direções cardeais e os quatro elementos (terra, fogo, ar e água).

Enfim, o Advento é um belo tempo litúrgico e até mesmo o seu número de domingos revela que a Terra espera ansiosamente a chegada do Salvador.

Aleteia

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural: