Como Maria, coloque-se a serviço da graça de Deus

“Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus” (Lucas 1,30-31).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A riqueza de detalhes com que Lucas narra a visita do Arcanjo Gabriel a Virgem Maria nos mostra a intimidade que o evangelista gozava junto a própria Maria. Porque só ela viveu esses acontecimentos, só ela viveu na sua intimidade, de forma única, essa intervenção de Deus na sua história e na história da humanidade. Quem a visita é Deus, o Arcanjo Gabriel é o enviado de Deus à essa cidade, à sua casa, à sua intimidade.

A visita do Anjo não é simplesmente uma visita de cortesia, é aquele que vem para ser um portador do desígnio, da graça de Deus. Então, o Anjo a saúda com aquilo que Ela é: cheia de graça. Não é uma graça qualquer, sobre Ela repousa a plenitude da graça divina. Se juntarmos todas as graças da humanidade, nenhuma se torna comparável ou todas juntas não chegam a proporção daquilo que se realizou no ventre de Maria; Ela recebeu no seu ventre o Divino Salvador, o Espírito Santo, Aquele que, no princípio, criou todas as coisas. O Espírito Criador está agora criando nela a pessoa humana de Jesus.

Todos nós temos que nos ajoelhar para contemplar, admirar e adorar o Salvador que se encarnou no seio de Maria

Jesus é o eterno Filho do Pai, mas Ele não era humano, Ele se tornou humano no ventre de Maria, é graça sublime, única, irrepetível. Por isso, Ela é toda agraciada por Deus. Nem Ela entendeu, ficou perturbada e se colocou, como sempre, para fazer a vontade de Deus, mas não tinha nem noção da grandeza daquilo que Deus queria realizar n’Ela, então, o Anjo pediu para Ela não se assustar, não ter medo, não se atemorizar, porque Ela não só encontrou graça diante de Deus, mas a graça mais sublime de Deus se manifestará no seu ventre: Ela vai conceber um filho e Ele terá o nome de Jesus, porque será o Salvador de todos nós.

Quando Maria interroga como isso se sucederá, não é porque Ela tem dúvida ou não acredita, pelo contrário, crê tanto na obra de Deus que quer se submeter para que Ele realize n’Ela o que Ele tem por desígnio: “Maria, não será por homem, mas por ação do Espírito Santo”. “É o Espírito que descerá sobre ti, aquele mesmo Espírito Criador que, no princípio, criou todas as coisas; ele agora entra no seu ventre, tu és agora a terra virgem onde, no princípio a terra brotou todos os frutos”. Agora essa terra bendita, que é o ventre de Maria, faz brotar o fruto salvador, o rebento salvador da humanidade: Jesus, Nosso Senhor.

Paramos para contemplar tamanha graça, tamanha ação maravilhosa de Deus, única e irrepetível, onde todos nós temos que nos ajoelhar para contemplar, admirar e adorar o Salvador que se encarnou no seio de Maria e, como Ela, nos colocarmos a serviço da graça: “Eis aqui teus servos, Senhor. Que se realize em nossa vida a Tua Palavra”.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

 

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural: