Jesus é a verdadeira alegria que preenche o seu coração

“Maria disse: ‘A minha alma engrandece o Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, porque olhou para a humildade de sua serva'” (Lucas 1,46-47).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Exultamos com o coração de Maria, exultamos com aquilo que Deus realizou na vida d’Ela, porque, por meio d’Ela, realizou a salvação de toda a humanidade. Maria vibra, exulta, engrandece, agradece, louva e bendiz o Senhor, nosso Deus. O seu espírito, ou seja, todo o seu ser é movido por uma alegria única: a alegria de ter Jesus.

Quando olhamos para a nossa história, muitas vezes, vamos nos deter em acontecimentos tristes, difíceis, vamos nos deter em situações complicadas e vamos dizer: “Estou sem chão”, “Estou sem luz”, “Estou sem direção”; é que, na verdade, paramos diante dos nossos problemas e dos acontecimentos humanos da nossa vida e não nos detemos na graça de Deus que vem ao nosso encontro. A grande graça que Deus nos dá é o seu próprio Filho, Jesus Nosso Senhor, e isso para nós é motivo para exultarmos de alegria, ainda que tenhamos motivos para ficarmos tristes por isso ou por aquilo.

Há uma alegria que toma conta de nós sem igual, a alegria dos humildes, a alegria das almas que são saciadas pela misericórdia

Nenhuma tristeza, nenhuma decepção, nenhuma ilusão pode ser maior do que a alegria da visita de Deus ao nosso coração e à nossa vida. Precisamos ser tomados pela verdadeira alegria, não é aquela alegria onde sou movido por bebida, por isso e por aquilo; é a alegria da graça, é a alegria da júbilo divino, é a alegria da alma que toca na graça de Deus e a graça de Deus que toca a alma, o coração e a nossa vida. É a alegria de quem se faz humilde porque Deus eleva os humildes, mas Ele derruba do trono os soberbos. Se Deus não está me elevando ou elevando a minha alma e o meu coração, posso saber que existe um “trono” dentro de mim de muito orgulho, de muitas soberbas e de muitas maldades.

Permitamos que esse tempo da graça realize uma graça sublime em nós e que derrube toda e qualquer ilusão que vem da soberba e do orgulho da nossa alma. Quando não fazemos isso na vida, a morte, quando vem, realiza com força, por isso, a morte é sofrida para tantos. Agora, quando vamos morrendo a cada dia, há uma alegria que toma conta de nós sem igual, a alegria dos humildes, a alegria das almas que são saciadas pela misericórdia, pela bondade, pela ternura e pela presença de Deus; a alegria de ser tomado pela graça de Deus. Por isso, Maria está exultando, Ela não está se exaltando, pelo contrário, está se rebaixando, para que Deus apareça e cresça; e Ela seja, como sempre, a humilde serva do Senhor.

Que a vinda de Deus cresça em nós, que a graça d’Ele apareça em nós, para que a nossa alma rejubile de alegria em Deus, nosso Salvador.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

 

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural: