Líbano: jovens cristãos e agricultores unidos no “Mercado Comunitário dos Agricultores”

Contra o espectro da crise alimentar jovens cristãos libaneses se uniram a agricultores com o objetivo de criar uma rede de pequenos mercados locais garantindo qualidade e preços sustentáveis para um Natal feliz
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Os cristãos no Líbano estão se preparando para celebrar o Natal em um clima atormentado pela instabilidade política crônica e, sobretudo, por uma crise econômica devastadora que está afetando a vida diária de milhões de libaneses, levando a maioria da população para baixo do limiar da pobreza e fazendo com que medicamentos, combustível e até mesmo alimentos básicos não se tornem disponíveis. Neste contexto, a “aliança” sem precedentes entre jovens católicos da rede de paróquias libanesas e pequenos produtores agrícolas é um sinal importante e objetivo de esperança e resiliência. O objetivo é criar uma rede de pequenos mercados locais onde os produtos agrícolas, cultivados com técnicas que possam garantir alta qualidade e certificação orgânica, possam ser vendidos a preços sustentáveis, seguindo caminhos de comercialização “do produtor ao consumidor”.

Criar oportunidades de emprego

“O objetivo que nos demos”, explica à Agência Fides o padre maronita Rouphael Zgheib, diretor do Centro de Desenvolvimento Integral do Patriarcado Maronita, “é criar oportunidades de emprego para jovens e agricultores, contrastando ao mesmo tempo o espectro da escassez das necessidades básicas que representa o nível mais angustiante da crise econômica vivida pelo país”. No colapso global sofrido pela economia libanesa, o setor agrícola sofreu golpes devastadores desde abril passado, quando a Arábia Saudita fechou seus mercados aos produtos libaneses, após a descoberta em Jeddah de 5,3 milhões de comprimidos Captagon (uma droga sintética contendo anfetamina) em caixotes provenientes do Líbano que supostamente deveriam conter romãs.

O projeto

O projeto intitulado “Mercado Comunitário de Agricultores ” envolveu até agora 120 jovens provenientes da rede de paróquias libanesas, juntamente com 150 agricultores e produtores locais, tanto cristãos como muçulmanos. “Em meados de dezembro”, relata o Padre Rouphael, “concluímos a primeira etapa do projeto, que consistiu em uma série de cursos de treinamento envolvendo tanto jovens das paróquias quanto agricultores sobre técnicas de embalagem e comercialização de produtos e sobre sistemas para a criação de pequenos mercados locais a serem estabelecidos em vilarejos e bairros de grandes cidades”. Os jovens envolvidos no projeto querem ver se há uma chance de ter um futuro na terra onde nasceram, ou se para eles também a emigração é realmente o único caminho a seguir”.

O projeto é patrocinado pelos órgãos de cooperação para o desenvolvimento do Ministério das Relações Exteriores da Polônia. Desde novembro passado, o padre Rouphael Zgheib, Diretor Nacional das Pontifícias Obras Missionárias no Líbano, foi nomeado Diretor do Centro de Desenvolvimento Integral e Coordenador pastoral juvenil do Patriarcado Maronita.

(Agência Fides)

Marcio Brito
Marcio Brito

DaQui Agência Digital

Apoio Cultural:

finados3
banner-paroquia-nossa-senhora-gracas
encontro-matrimonio

Campanha da Fraternidade 2021

CRISTO É A PAZ: DO QUE ERA DIVIDIDO, FEZ UM unidade".